Connect with us

SEGURANÇA

Adolescente de apenas 13 anos é apreendido com arma dentro de Escola Municipal

Foto: Divulgação/SSP-BA

Um estudante de apenas 13 anos foi apreendido com uma arma dentro de uma escola municipal no final da manhã de segunda-feira (13/8), na cidade de São Sebastião do Passé, Região Metropolitana de Salvador.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), agentes da 10ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Candeias) receberam a informação de que um aluno da Escola Municipal Lindaura Monteiro Câmara estaria armado. Chegando na instituição de ensino, a denúncia foi confirmada.

Com o adolescente foi apreendido um revólver modelo garruncha, calibre 22. O caso foi registrado na 37ª Delegacia Territorial (DT/São Sebastião do Passé).

fonte AratuOnLine

Faça um comentário

SEGURANÇA

Reconhecimento Facial identifica foragido da Justiça na Estação do Metrô

O sistema de Reconhecimento Facial da Secretaria da Segurança Pública da Bahia identificou um homicida, foragido da Justiça, em uma das estações de metrô, em Salvador, na manhã desta sexta-feira (31). Henrique Gonçalves dos Santos Nascimento, o ‘Léo’, possuía mandado de prisão em aberto pela comarca de Lauro de Freitas e foi capturado por equipes das polícias Militar e Civil.

O criminoso caminhava tranquilamente, por volta de 7h20, quando o sistema gerou um alerta com 91% de probabilidade. De imediato, integrantes da Superintendência de Telecomunicações (Stelecom) da SSP, no Centro de Operações e Inteligência (COI), entraram em contato com equipes mais próximas da estação. Léo foi cercado e detido para averiguação.

Na 11ª Delegacia Territorial (DT/Tancredo Neves), os policiais confirmaram que se tratava do homicida. Henrique prestou depoimento e será encaminhado para o sistema prisional. “Importante demonstração da ação combinada somando tecnologia, inteligência e agilidade. Estamos aperfeiçoando o sistema para conseguirmos a ampliação dos bons resultados”, comentou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Faça um comentário
Continue Reading

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Polícia localiza arsenal em hotel em Lauro de Freitas

Guarnições do Pelotão Especial da 52ª Companhia Independente da Polícia Militar localizaram, na madrugada desta sexta-feira (17), diversas armas dentro do quarto de um hotel na Avenida Praia de Itapuã, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador.

Informações preliminares apontam que o arsenal pertence a um suposto policial federal, que não teve a identidade divulgada. Os policiais militares chegaram ao local por volta das 3h30, após a mulher que acompanhava o homem denunciar, via 190, agressões e ameaça de morte.

O suspeito e o material apreendido foram apresentados na 23ª Delegacia Territorial (DT/Lauro de Freitas).

Material: uma M200 (Airsoft); um revólver Dan Wesson (Airsoft); uma lanterna; uma pistola modelo 1911 (Airsoft); uma pistola Sig Sauer SP2022 (Airsoft); uma metralhadora modelo Mini Use (Airsoft); um revólver calibre 38; uma pistola Imbel .380; uma pistola Imbel .45; um carregador de M200 (Airsoft); um carregador da MT Mini Use (Airsoft); um carregador de pistola Sig Sauer (Airsoft); 01 Carregador de pistola 1911 (Airsoft); dois carregadores de pistola .45; três carregadores de pistola 380; dois coldres de polímero; 26 munições de calibre .45; 19 munições de calibre 38; 69 munições de calibre 380.

 

 

informações do BNews

Faça um comentário
Continue Reading

SEGURANÇA

Vítimas de assaltos dentro de ônibus podem receber indenização; Entenda

Situação cada vez mais comum em Salvador, os assaltos de ônibus geram diariamente medo e dor de cabeça aos passageiros. Em 2018, foram aproximadamente 1.400 casos registrados na capital baiana, de acordo com números da Polícia Militar. Entretanto, o que pouca gente sabe é que em algumas situações as vítimas podem receber indenização pelos prejuízos causados.

Segundo o artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor, as empresas responsáveis pela prestação de serviço são parcialmente responsável pela segurança dos passageiros. O CDC diz que “os órgãos públicos, por si ou suas empresas, concessionárias, permissionárias ou sob qualquer outra forma de empreendimento, são obrigados a fornecer serviços adequados, eficientes, seguros e, quanto aos essenciais, contínuos”.

Procurado pelo Varela Notícias, Iratan Villas Boas, diretor de fiscalização do Procon-BA, afirmou que tudo depende da forma como ocorreu o assalto, mas esclareceu que é possível ser ressarcido pelos danos. Para ele, a indenização pode ser recebida quando as empresas de ônibus deixam de cumprir protocolos de segurança, como permitir o acesso de baleiros sem identificação ou parar fora do ponto para o acesso de terceiros.

“Tudo vai depender do assalto. Falar que as empresas são responsáveis não é muito fácil. Depende de cada caso, como aconteceu o problema. Se um motorista para fora do ponto e recebe um cidadão que anuncia o assalto, a empresa colaborou de forma ínfima com o problema, porque se tivesse parado no ponto consequentemente o assaltante não entraria, logo o roubo não aconteceria. Nesses casos, o direito entende que as empresas são responsabilizadas. As decisões do nosso judiciário responsabilizam as empresas de ônibus são responsáveis quando alguns deveres de segurança não são cumpridos”, afirmou.

O diretor de fiscalização do Procon-BA, no entanto, reforçou que para receber indenização é necessário comprovar que houve algum tipo de irregularidade no cumprimento de deveres referentes à segurança, caso contrario não é possível responsabilizar a empresa.

Segundo ele, quando as medidas de segurança são respeitadas, como parar no ponto de ônibus, as câmeras estão em funcionamento e o acesso de passageiros ocorrem exclusivamente nos pontos cadastrados, trata-se de um problema de segurança pública, um fato fortuito externo que não pode ser controlado.

“Se você atende as normas de segurança de forma rígida, a culpa não é sua. O problema de segurança pública é nacional. É impossível controlar, porque qualquer pessoa comum pode anunciar o assalto. Se um motorista para no ponto, recebe os passageiros no meio da viagem e um meliante disfarçado puxa a arma e anuncia o assalto durante a corrida, a empresa de ônibus não tinha como prevê nem controlar isso. Ela não tinha como resolver, pois trata-se de um problema social. É um fato fortuito externo, que afasta a responsabilidade da empresa”, afirmou.

Caso seja comprovado alguma irregularidade da empresa prestadora de serviço, a vítima necessita fazer um boletim de ocorrência informando quais itens foram roubados durante o assalto e procurar o Juizado Especial de Pequenas Causas para mediar uma solução.

Mas vale ressaltar que em caso de roubo de coletivo, a vítima pode denunciar através do número (71) 3117-6637. Todas as mensagens serão feitas sob sigilo em um linha fixa vinculada à própria rede do Estado.

 

informações do VN

Faça um comentário
Continue Reading

Publicidade:

Anúncio
Advertisement

politica

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região