Connect with us
.

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Ambulatório da dor de Lauro de Freitas é o primeiro da RMS a atender pelo SUS

Aos 38 anos, um simples movimento de sentar ou levantar da cadeira parece impossível para Adilson Silva. O morador da Itinga sofre de dor crônica da coluna cervical e lombar ha mais de sete anos, em decorrência de hérnias de disco que resultaram também na dormência dos membros inferiores. Ele foi um dos mais de 20 pacientes atendidos em um único dia de consultas no Ambulatório da Dor do Hospital Municipal Dia Jorge Novis (HMJN), com os médicos especialistas Max Wesley e Antonio Argolo, PHD em dor. O novo serviço implantado na unidade coloca Lauro de Freitas em destaque no assunto, tornando o município o único da RMS a oferecer esse tratamento pelo SUS.

Encontrando segurança nas muletas, que ainda fazem parte de sua jornada, o ex-trabalhador da construção civil conta, emocionado, que tentou por diversas vezes amenizar a situação com doses exageradas de anestésicos que resultaram em um infarto e pressão alta. Agora, Adilson não será tratado apenas com medicações, mas a partir da avaliação médica, poderá ser acompanhado com outras terapias – acupuntura, técnicas de agulhamento, prescrição de autocuidado em casa, exercícios ativos, ventosoterapia, bloqueio de nervos e acompanhado pela equipe multidisciplinar composta por fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros, educadores físicos e médicos especialistas da dor.

“Nós estamos oferecendo aos pacientes o que há de melhor para o tratamento da dor crônica e dor aguda. A dor, de modo geral, talvez seja uma das situações humanas que mais causam sofrimento. Ela não só provoca um sintoma desagradável, mas traz repercussões físicas e psicológicas que afetam o individuo”, explica do diretor médico do HMJN, Rogério Medrado.

 

O médico especialista da dor, Max Wesley, alerta: “Se a causa de base não for tratada logo e de maneira adequada, o risco de o sintoma se tornar permanente aumenta”. Ele explica que existem diferentes tipos de dor. “Dor crônica é aquela que persiste ou recorre por mais de três meses, já a dor denominada aguda é aquela que surge repentinamente e tem sua duração limitada. Geralmente tem função de alertar o indivíduo da existência de alguma lesão ou disfunção geral no organismo. A dor ainda pode ser sentida após cirurgias ou em decorrência de doenças”, disse.

Ele aponta, no entanto, que “a dor é importante para a sobrevivência humana porque é essencial para se detectar uma doença, uma espécie de aviso. Porém, o processo de dor quando é crônico e intenso traz malefícios, causando depressão, aumento do estresse e desequilíbrio no metabolismo do paciente”, informa o especialista.

Cefaleias e lombalgias estão entre as maiores causas de procura do serviço no Brasil. O fisioterapeuta do HMJN Artur Magnavita destaca que as mulheres com idade a partir de 40 anos são as mais acometidas. “Geralmente as mulheres apresentam fibromialgia ou dores de cabeça”, disse. Magnavita explica que inicialmente é observada a rigidez das articulações, dos músculos e da postura, e a partir disso um plano de tratamento é traçado. “São realizados exercícios, alongamentos e em alguns casos a acupuntura, para promover o relaxamento, melhorar a flexibilidade e a força e, assim, promover o alívio da dor”, contou.

Em parceria com a Faculdade São Salvador, professores e estudantes de fisioterapia recebem dois pacientes por horário numa sala reservada e equipada com conforto e humanização no atendimento. O tratamento oferecido é variado de acordo com a necessidade de cada individuo. A equipe, com profissionais de diferentes áreas, trabalha em conjunto para garantir a qualidade de vida.

Faça um comentário

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Furto de hidrômetros em Itapuã é flagrado por moradores; Veja o vídeo

Vítimas recorrentes do furto de hidrômetros, moradores da rua da Ilha, em Itapuã, filmaram a ação dos bandidos retirando o equipamento da caixa de hidrômetro localizada no muro dos imóveis. Elas enviaram os vídeos para a Embasa e registraram a ocorrência da 12ª Delegacia Territorial de Itapuã. O aparelho, que mede o consumo de água nas casas e nos estabelecimentos comerciais, tem sido alvo porque tem metal em sua composição.
Desde o final de julho, os moradores denunciaram ao serviço de atendimento ao cliente da Embasa o furto de 68 hidrômetros nas localidades de Itapuã (ruas da ilha, Sérgio Carneiro, Domingos Silva, Tenente José Virgílio), Alto do Coqueirinho (rua da Graça e alameda das Roseiras) e Nova Brasília de Itapuã (rua Tenente Luiz Lopes Dornelles).
A Embasa informa que a retirada de hidrômetro por terceiros causa vazamento, desperdício de água e prejudica o abastecimento do imóvel de onde foi retirado. Como os equipamentos precisam ficar em locais visíveis para a leitura, isso acaba facilitando os furtos.
O principal atrativo para os ladrões é o material que compõe o hidrômetro, como é o caso do furto de outros equipamentos públicos como as sinaleiras. O usuário cujo imóvel tenha hidrômetro furtado deve informar à Embasa pelo telefone 0800 0555 195 para que a empresa providencie a substituição. A empresa também orienta que o usuário faça o registro da ocorrência na delegacia mais próxima para que a polícia possa realizar as devidas investigações, inibindo a prática.
A Embasa não tem um número preciso sobre casos de vandalismo, porque as retiradas de hidrômetro são registradas sem distinção do motivo que levou à reinstalação do aparelho (seja por vandalismo, por quebra do aparelho, reposição periódica para atualização do parque de hidrômetros, entre outros).
O custo do modelo mais comum de hidrômetro para a Embasa está em torno de 60 reais, além do serviço que, a depender da complexidade, pode variar entre 20 e 100 reais. O prejuízo financeiro para a Embasa, causado pelo furto de hidrômetro, inclui esse custo e o ônus da água produzida que deixa de ser faturada, porque é perdida no vazamento.
Faça um comentário
Continue Reading

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Feira oferece consultoria gratuita na área contábil em Lauro de Freitas

Na semana do contador, a Unime Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, realiza a Feira de Consultoria Contábil, com orientações e serviços gratuitos nas áreas tributária, financeira e burocrática. A ação acontece nos dias 19 e 20 de setembro, das 18h às 21h.

“É uma oportunidade para empresários e microempresários esclarecerem dúvidas sobre temas extremamente relevantes como MEI, planos de negócios, processos para abertura de empresas, entre outros”, explica a coordenadora do curso de Ciências Contábeis da instituição, Emily Goes.

O serviço será oferecido por estudantes do oitavo semestre do curso, sob supervisão de professores, distribuídos em cinco mesas. No espaço sobre organização tributária, os inscritos poderão tirar dúvidas sobre obrigações tributárias, simples nacional, MEI, notas fiscais. A mesa de organização financeira será destinada a orientações a respeito de análise dos relatórios das empresas, capital de giro, sugestões de controle financeiro.

Para quem busca informações sobre abertura de empresa haverá um espaço para tirar dúvidas sobre procedimentos junto aos órgãos públicos. A mesa sobre manutenção contábil esclarecerá dúvidas sobre organização cotidiana contábil das empresas (registros contábeis, livros e relatórios obrigatórios, documentação a ser enviada ao contador etc).

Já o espaço projeto empresarial vai focar em como elaborar um plano de negócios visando a viabilidade de capital (planejamento do nascimento da empresa, com mapeamento de sua estrutura, setores), plano de cargos e salários, planejamento de marketing, modelos orçamentários.

As inscrições para a Feira de Consultoria Contábil podem ser feitas por meio do link: www.abre.ai/feiracontabil. O acesso é mediante doação de um quilo de alimento não perecível (exceto sal), que será entregue à LBV de Lauro de Freitas.

Durante o evento, os interessados poderão ainda se inscrever em um treinamento gratuito, com noções de execução financeira, interpretação de relatórios contábeis, gestão de custos e de caixa.

Serviço: Feira de Consultoria Contábil

Data: 19 e 20 de setembro

Horário: 19 horas

Local: Av. Luis Tarquínio Pontes, 600. Centro. Lauro de Freitas, BA

Inscrições: www.abre.ai/feiracontabil

Faça um comentário
Continue Reading

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Festival Literário Nacional é lançado em Cajazeiras; Veja as fotos

Quem foi ao Colégio Estadual Edvaldo Brandão, em Cajazeiras, na manhã deste sábado (14), teve uma amostra de como será o inédito Festival Literário Nacional (Flin), que acontece de 12 a 15 de novembro, no Ginásio Poliesportivo do bairro.  Com aulão e intervenções artísticas, a abertura do Pré-Flin foi uma prévia do evento que será realizado pelo Governo do Estado com o intuito de fortalecer e aproximar o público de assuntos que dialogam diretamente com a juventude.

Foto: Paula Fróes/GOVBA

Maior bairro populacional da América Latina com mais de 600 mil habitantes, Cajazeiras foi escolhido para sediar o Festival por reunir públicos diversos, como explicou Zulu Araújo, diretor da Fundação Pedro Calmon (FPC) e coordenador do Flin e do Pré-Flin. “O pontapé inicial do Festival, que envolve doze secretarias do Estado, foi dado hoje. Cajazeiras é uma cidade dentro da cidade e merecia receber um evento totalmente focado na juventude e que vai contar com nomes como Elisa Lucinda, MV Bill e Lázaro Ramos”, destacou.
De acordo com a titular da Secretaria da Cultura do Estado (Secult), Arany Santana, é uma data para ficar na história do bairro. “Hoje é um dia marcante para o Estado e para todos que fazem parte da grande comunidade que é Cajazeiras. Este evento literário coloca a juventude como protagonista, ampliando o acesso ao livro, à leitura, ao conhecimento. Tudo isso com a participação de diversas secretarias estaduais e da sociedade civil”, lembrou a secretária.
Pré-Flin e Flin

O Pré-Flin vai realizar ações como cursos e aulões preparatórios para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em todos os finais de semana até a realização do Festival, nas 21 escolas da rede estadual de ensino presentes em Cajazeiras. Já entre os dias 12 e 15 de novembro, as ações se intensificam no Ginásio Poliesportivo, reunindo, além de todos os participantes do Pré-Flin, grandes nomes do cenário artístico nacional.

Para Jerônimo Rodrigues, titular da Secretaria da Educação do Estado (SEC), os eventos aproximam a juventude e as famílias das escolas. “O Festival reforça a leitura, a cultura e garante que os estudantes façam o que gostam, contribuindo para a redução da evasão escolar e a repetência. O Pré-Flin e o próprio Festival reforçam a determinação do governador Rui Costa que a escola tem que ser um espaço vivo e agregador”, avaliou.
Aluno do Colégio Edvaldo Brandão e poeta, Acácia Araújo é moradora de Cajazeiras desde que nasceu. “É importante a realização do festival aqui. Nosso bairro tem muitas potencialidades artísticas e os jovens precisam ter onde mostrá-las”, afirmou.
Com o tema ‘Diversas Literaturas & Novos Caminhos’, o Festival é realizado pela Secult, via FPC, e conta com a parceria das secretarias de Administração (Saeb); Comunicação (Secom); Educação (SEC); Meio Ambiente (Sema); Saúde (Sesab); Políticas para as Mulheres (SPM); de Promoção da Igualdade Social (Sepromi); Tecnologia e Ciência (Secti) e de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), além da Bahiatursa e da Fundação Cultural (Funceb).
Faça um comentário
Continue Reading

Publicidade:

Advertisement

politica

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região