Connect with us

Uma sala de aula contextualizada no século 21, na qual o conteúdo pedagógico é associado à tecnologia digital, por meio de chromebooks conectados à internet de alta velocidade. Esta tem sido a realidade dos estudantes da Escola Professor Luiz Fernando Macedo Costa, no bairro de Águas Claras, em Salvador, que já estão assistindo aulas com o uso de tecnologias digitais graças ao projeto e-Nova Educação, lançado no dia 4 deste mês, resultado de uma parceria da Secretaria de Educação do Estado com o Google for Education.

“Esta tecnologia é uma ferramenta que vem fortalecer o eixo pedagógico das escolas, pois o pedagógico é o objetivo central e o tecnológico é o auxiliar. O resultado desta parceria com o Google é a plataforma, a forma como você se interliga, acessa e pratica, mas o conteúdo é, inclusive, de baianos e baianas. No ano passado, nós lançamos a nossa plataforma com 6.580 conteúdos e, agora, por exemplo, estamos vendo várias escolas que têm experiências que são gestadas a partir da criatividade, do envolvimento e, principalmente, da inter-relação e esta parceria é para permitir isso”, afirma secretárioestadual da Educação, Walter Pinheiro.

Em fase piloto desde 2017, o projeto e-Nova Educação faz parte do dia a dia de estudantes e professores de 20 escolas de Ensino Médio de 11 municípios baianos – Salvador, Feira de Santana, Mata de São João, Camaçari, Lauro de Freitas, Jequié, Vitória da Conquista, Ilhéus, Itabuna, Senhor do Bonfim e Luís Eduardo Magalhães, nas mais variadas modalidades de ensino. Até o mês de julho, a meta é chegar a 536 unidades escolares. O conteúdo, aplicado de forma diversa, é acessado por meio de chromebooks, aparelho semelhante a um notebook, criado pelo Google, que funciona totalmente baseado na WEB.

Foto: Claudionor Junior/Educação

Na Escola Professor Luiz Fernando Macedo Costa, o e-Nova Educação está empolgando professores e estudantes. Na aula de Língua Inglesa, por exemplo, com o uso dos chromebooks, os conteúdos são trabalhados de forma mais dinâmica, por meio de vídeos, filme, música e textos. As estudantes Andressa Figueiredo e Beatriz Lima, ambas com 12 anos e cursando o 8º ano, falam sobre a nova motivação em sala de aula. “Estou achando muito legal esta experiência de estudar com o auxílio do chromebook, porque a gente pesquisa os conteúdos de forma mais curiosa e pode aprofundar nos assuntos pelos vídeos e outros textos”, diz Andressa. Já Beatriz  afirma estar “achando tudo muito interessante, mais estimulante porque os assuntos que os professores abordam a gente pode pesquisar, com a ajuda de outros textos, além de vídeos e fotos”.

Também animada com as novas possibilidades de aprendizado, Helenice Santos Reis, 11, 6º ano, ressalta que o chromebook é uma maneira lúdica de aprender. “Estou achando muito bom esse projeto, porque a gente absorve os conteúdos de uma forma mais divertida. Com isso, sinto mais empolgação para fazer as atividades escolares”.
O professor de Língua Inglesa, Arleme Muniz Cotrim, considera que o e-Nova chega para revolucionar o processo de ensino e aprendizagem em sala de aula.

“O projeto oportuniza mais facilidade no acesso aos conteúdos pedagógicos, contribuindo para melhorar a qualidade de ensino. Usamos os chromebooks não somente para executar atividades escolares, a exemplo de trabalhar a pronúncia das palavras através de um vídeo, mas também como uma ferramenta recreativa, a exemplo de jogos por meio dos quais determinado conteúdo é abordado de forma lúdica. Percebo que o interesse dos alunos pelas aulas aumentou em 80%”, enfatiza o docente.

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

EDUCAÇÃO

Divulgado período de Renovação de Matrícula na rede Estadual de ensino

Published

on

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou, nesta quarta-feira (14), no Diário Oficial a portaria que regulamenta todos os procedimentos de matrícula. A renovação da matrícula para os estudantes da rede estadual de ensino poderá ser feitas presencialmente nas escolas e, também, pelo sistema online que estará disponível no Portal da Educação.

De acordo com a portaria, a renovação da matrícula do estudante que frequentou regularmente o ano letivo 2018, acontecerá de 26 de novembro a 17 de dezembro de 2018. Para renovar a matrícula, a unidade escolar entregará aos estudantes uma carta de renovação, que deverá ser devolvida, obrigatoriamente, à Secretaria Escolar, mediante protocolo, sob pena de o aluno perder a vaga na unidade escolar onde estudou em 2018.

Quando a escola em que o aluno está regularmente matriculado em 2018 não oferecer a série subsequente para o ano letivo de 2019, o estudante receberá uma carta informativa com um código para fazer sua matrícula pela internet, no dia 22 de janeiro de 2019. Esta data é reservada à transferência de estudantes da rede estadual de ensino, que também poderá ser feita presencialmente em qualquer escola da rede estadual.

Educação Inclusiva 

A portaria também estabelece que a pré-matrícula do estudante com necessidade educacional especial, ou seja, aquele aluno com deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação, com ou sem diagnóstico comprovado, será realizada apenas via internet, nos dias 29 e 30 de novembro. Para a inscrição na pré-matrícula, todos os campos de cadastro devem ser preenchidos. O estudante inscrito na pré-matrícula terá sua matrícula efetivada, somente, após a entrega da documentação na unidade escolar indicada no cadastro, no dia 31 de janeiro de 2019.

A portaria também estabelece o calendário de matrícula para o ano letivo de 2019, que será de 22 a 29 de janeiro de 2019. Uma novidade é que a apresentação do cartão de vacina dos estudantes até 18 anos de idade se tornará obrigatório no ato da matrícula, mesmo não se tornando impedimento para que o ato aconteça.

A portaria estabelece, ainda, o calendário escolar do ano letivo de 2019, que começará no dia 11 de fevereiro e termina no dia 16 de dezembro. Os Núcleos Territoriais de Educação (NTE) poderão apresentar à Secretaria da Educação do Estado um calendário Escolar diferenciado e que considere as peculiaridades locais, inclusive climáticas, culturais e econômicas das regiões. O mesmo pode acontecer com as escolas indígenas, quilombolas e do campo, considerando as atividades produtivas e socioculturais das suas comunidades. Em ambos os casos, o ano letivo terá carga horária mínima anual de 800 horas, distribuídas em 200 dias de efetivo trabalho escolar, excluído o tempo reservado a avaliação final. Acesse a portaria no Portal da Educação.

Faça um comentário
Continue Reading

EDUCAÇÃO

Inep divulga gabaritos do Enem; resultado final sairá em janeiro; Veja

Published

on

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulga hoje (14) os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), na página do exame. Além dos gabaritos, o Inep vai divulgar os cadernos de questões aplicados nos últimos dias 4 e 11 a mais de 4 milhões de estudantes em todo o país.

Mesmo com o gabarito, os candidatos não conseguirão saber a nota que tiraram porque o sistema de correção do Enem usa a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), que não estabelece previamente um valor fixo para cada questão. O valor varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Assim, se a questão tiver grande número de acertos será considerada fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. O estudante que acertar um item com alto índice de erros, por exemplo, ganhará mais pontos por ele. Dessa forma, o candidato só saberá a sua nota nas provas objetivas após a divulgação do resultado final, em janeiro.

Os resultados individuais do Enem serão divulgados no dia 18 de janeiro.

Segunda-feira (12), o Inep anulou uma das questões da prova de matemática por já ter sido usada em um vestibular da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 2013, descumprindo os requisitos de ineditismo e sigilo do exame. A autarquia instaurou sindicância para apurar responsabilidades.

O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro. No primeiro domingo, os estudantes fizeram provas de linguagem, ciências humanas e redação. No segundo domingo, fizeram provas de ciências da natureza e matemática.

A nota do exame poderá ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Faça um comentário
Continue Reading

EDUCAÇÃO

Resultado do Encceja 2018 do ensino médio é divulgado pelo Inep

Published

on

O estudante inscrito no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2018 para o ensino médio já pode acessar os resultados individuais para conferir como foi o desempenho.

As notas estão na Página do Participante, e pode ser acessada com o número do CPF do estudante e a senha individual. Segundo o Inep, quem obteve a nota mínima deve procurar as Secretarias Estaduais de Educação e dos Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia, que escolheram durante a inscrição, para solicitar a certificação do ensino médio.

A prova do Encceja foi aplicada em 5 de agosto para 1,6 milhão de pessoas. Dos inscritos para o ensino médio, 578.865 fizeram as provas e 36% conseguiram a certificação completa nas quatro áreas de conhecimento.

Segundo o instituto, 91% dos inscritos para o ensino médio tiveram nota mínima em ciências da natureza; 81,1 % em ciências humanas; 67,3% em linguagens e redação; e 59,6 % em matemática.

O Inep diz que, no entanto, o número de certificados poderá ser maior porque o Encceja permite que o estudante solicite a certificação se ele obtiver desempenho mínimo de algumas áreas em anos anteriores, e outras áreas neste ano.

Os resultados do ensino fundamental serão liberados a partir de 10 de dezembro.

informações do G1

Faça um comentário
Continue Reading

Cajazeiras e Região