Connect with us

SAÚDE

Denúncias apontam demora em atendimento no Eládio Lasserre

Nesta semana, a equipe de reportagem do noticiário da TV Bahia acompanhou dificuldades encontradas por algumas pessoas no atendimento do hospital Eládio Lasserre, em Cajazeiras. 

Uma mulher, que foi até o local para socorrer uma amiga, denunciou as condições que presenciou. “Estamos quase há uma hora esperando atendimento da SAMU. Viemos para cá, disse que não ia atender, ela só entrou depois do meu escândalo”, declarou. Na ocasião, por falta de macas, a paciente teve de ser carregada por outras pessoas para dentro da unidade.

Durante a cobertura ao vivo, o repórter flagrou outra pessoa desistindo do atendimento – uma mulher que buscava assistência para a mãe, de 90 anos, que estava com inchaço no pescoço. “Já tem duas horas, só passou pela triagem até agora. A desculpa que eles dão é que os médicos tão tudo na UTI […]  É uma falta de respeito, porque ela é prioridade das prioridades” reclamou.

A equipe também mostrou a história do Sr. Joel, de 57 anos, que está acamado no hospital há quase um mês, sem um médico especialista. “O atendimento é um descaso, meu pai tem 30 dias aqui. Chegou aqui, a demora no atendimento, falamos que meu pai era prioridade, disseram que meu pai não tinha prioridade. Demorou mais de uma hora e meia para ser atendido.” denuncia a filha do paciente.

“O médico não queria passar uma tomografia, dizendo que era normal uma pessoa dormir e acordar com o lado do seu corpo dormente. Eu insisti, passaram a tomografia, depois de 5 horas de relógio, com o resultado da tomografia, que ele veio me dizer que meu pai teve um AVC”, ela afirmou. A filha de Joel reforçou que o médico só fez exames porque ela tinha insistido, e que ele havia dito ser um “desencargo de consciência”.

“Meu pai está lá há 30 dias, podendo ter uma morte cerebral, com hematoma no cérebro e ninguém faz nada. Vamos procurar assistência social, eles dizem que não podem fazer nada, trata a gente com ignorância, procuramos os médicos, eles dizem que não sabem nem olhar tomografia. Até quando a gente vai passar por isso? Vou ter que esperar meu pai morrer aqui para eu ter uma providência?” completou.

Faça um comentário
Advertisement
Advertisement

politica

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

error: Copyright © - Grupo Fala Cajazeiras ®