Connect with us

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Nascidos em agosto já podem sacar abono salarial do PIS/Pasep

Published

on

Trabalhadores da iniciativa privada nascidos em agosto e servidores públicos com inscrição no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) final 1 já podem sacar o abono salarial referente a 2017. O recurso está disponível desta quinta-feira, 16, até o dia 28 de junho de 2019.

O pagamento do abono do PIS/Pasep ano-base 2017 começou no dia 26 de julho e a liberação do dinheiro para os trabalhadores é feito de acordo com o mês de nascimento ou o número final da inscrição, a depender do programa.

Conforme o calendário de pagamento, inscritos no Programa de Integração Social (PIS) que nasceram de julho a dezembro recebem o benefício ainda este ano. Já os nascidos entre janeiro e junho, terão o recurso disponível para saque no ano que vem. No caso do Pasep, servidores com inscrição final 0 a 4 recebem os recursos este ano; de 5 a 9 apenas ano que vem.

Em qualquer situação, o dinheiro ficará à disposição do trabalhador até 28 de junho de 2019, prazo final para o recebimento.

Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao PIS, sacam o dinheiro nas agências da Caixa Econômica Federal. Para saber se tem algo a receber, a consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou no telefone 0800-726-0207.

Para os funcionários públicos vinculados ao Pasep, a referência é o Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet e pelo telefone 0800-729-0001.

O valor que cada trabalhador tem para sacar é proporcional ao número de meses trabalhados formalmente em 2017. Quem trabalhou o ano todo recebe o valor cheio, que equivale a um salário mínimo (R$ 954). Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é R$ 80.

Além do tempo de serviço, para ter direito ao abono o trabalhador deve estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O abono salarial do PIS/Pasep é um benefício pago anualmente com recursos provenientes do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), abastecido por depósito feitos pelos empregadores do país. Além do abono salarial, o FAT custeia o programa de Seguro-Desemprego e financia programas de desenvolvimento econômico. Os recursos do abono que não são sacados pelos trabalhadores no calendário estabelecido todos os anos retornam para o FAT, para serem usados nos demais programas.

Abono ano-base 2016

Também está aberto, desde 26 de julho, o novo período para o pagamento do abono salarial ano-base 2016. Quase 2 milhões de trabalhadores não retiraram os recursos no prazo, até 29 de junho deste ano, por isso foi aberto um novo período.

O valor chega a R$ 1,44 bilhão e ficará disponível para os trabalhadores que ainda não realizaram o saque até 30 de dezembro.

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

‘Cinco vezes por dia não era suficiente’, diz mulher com transtorno de vício em sexo

Published

on

Manter uma relação saudável com o sexo, para algumas pessoas, não é uma tarefa fácil. O vício no ato sexual pode gerar constrangimentos e até mesmo complicar os relacionamentos amorosos da pessoa.  A Organização Mundial da Saúde (OMS) deve incluir, em maio de 2019, o “transtorno do comportamento sexual compulsivo” em sua lista da Classificação Internacional de Doenças.

Para lidar com o vício, as pessoas podem buscar terapias e reabilitação em grupo, mas a maior parte desse serviço só é oferecido mediante pagamento. No Reino Unido, existe uma instituição beneficente de apoio a relacionamento, a Relate, que tenta viabilizar suporte às vítimas desse transtorno por meio do sistema público de saúde.

Peter Saddington, da Relate, explicou o que acontece na mente de uma pessoa com transtorno do comportamento sexual compulsivo. “Os viciados percebem que estão causando danos, mas não conseguem parar e reconhecem que precisam de ajuda para mudar isso”. As consequências do vício podem afetar o indivíduo, seus relacionamentos, familiares e até a saúde mental, pois o viciado desenvolve um sentimento de culpa sobre a situação.

A inglesa Rebecca Barker, de 37 anos, teve sérios problemas em seu relacionamento devido ao transtorno sexual.  Desde 2014, ela passou a pedir constantemente para fazer sexo com o parceiro, que de início até gostou da situação. “Até fazer sexo cinco vezes ao dia não era suficiente”, contou Rebecca.

Ela garantiu que não conseguia tirar o desejo por sexo da cabeça em nenhum momento do dia e mesmo tendo relações com o parceiro, não se sentia satisfeita. “Me dava uma satisfação instantânea e cinco minutos depois eu queria (sexo) de novo. Passei a evitar a convivência com outras pessoas, me isolei. Ficava em casa porque me sentia envergonhada por só conseguir pensar naquilo. Me sentia muito desconfortável por estar perto de outras pessoas”, revelou.

A situação passou a ser insustentável para o relacionamento de Rebecca. O marido dela começou a desconfiar da sua fidelidade e a questionar o motivo desse desejo insaciável. Em pouco tempo, o  relacionamento acabou. Com os transtornos na sua vida pessoal, ela buscou ajuda de um psiquiatra, precisou tomar remédio controlado e mudar totalmente sua vida – mudou de emprego e de país.

Antes de identificar o vício por sexo, Rebecca foi diagnosticada com depressão, em 2012.  Para ela, a depressão pode ter contribuído para o surgimento do transtorno, por causa da falta de serotonina, que é neurotransmissor responsável por regular a função sexual, no organismo.

Quer saber se também é viciada(o)?
A Relate explica que esse vício está relacionado a qualquer atividade sexual que causa a sensação de estar “fora do controle”. O transtorno ainda divide a opinião de especialistas, se é ou não possível se viciar no ato sexual, e também com relação a necessidade de tratamento.

Faça um comentário
Continue Reading

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

IPVA ainda pode ser pago com 5% de desconto

Published

on

O prazo para os proprietários de veículos baianos pagarem o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2019 com desconto de 10% terminou no dia 8 de fevereiro, mas ainda há a possibilidade de quitar o imposto com 5% de abatimento. Para isso, basta realizar o pagamento do valor integral no dia do vencimento da primeira das três cotas do parcelamento padrão do imposto, data que varia de acordo com o número final da placa do veículo, conforme tabela divulgada pela Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA).
Outra opção para os proprietários de veículos é parcelar o imposto em três vezes, sem desconto, bastando observar a data de vencimento das cotas na tabela, também de acordo com o número final da placa. O pagamento pode ser feito em qualquer agência do Banco do Brasil, Bradesco ou Bancoob, mediante a apresentação do número do Renavam.
Os débitos referentes à taxa de licenciamento e às multas de trânsito deverão ser pagos até a data de vencimento da terceira parcela. Os débitos anteriores do IPVA ainda não notificados também podem ser divididos em três vezes, juntamente com o IPVA 2019. No entanto, o proprietário que perder o prazo da primeira cota deixa de ter o direito ao parcelamento em três vezes.
Já o seguro obrigatório deverá ser pago integralmente até o vencimento da primeira parcela do imposto, em caso de parcelamento do IPVA. O pagamento do tributo referente a embarcações e aeronaves deve ser efetuado até 31 de maio de 2019. Todas as informações poderão ser consultadas no site da Sefaz-BA ou por meio do call center da secretaria (0800 071 0071).
Faça um comentário

Continue Reading

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Morre o Jornalista Ricardo Boechat em queda de helicóptero

Published

on

O jornalista Ricardo Boechat foi uma das vítimas fatais do helicóptero que caiu no Rodoanel, Jabaquara, Zona Sul de São Paulo, no início da tarde desta segunda-feira (11). Ele tinha 66 anos e atuava como âncora de telejornais na Band e na rádio BandNews FM. A informação foi confirmada pelo repórter Tiago Muniz da Jovem Pan.

Segundo o Corpo de Bombeiros, que divulgou as informações no Twitter da corporação, o acidente ocorreu no acesso à Rodovia Anhanguera, quilômetro 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco, próximo ao pedágio. Onze viaturas foram enviadas ao local.

Faça um comentário
Continue Reading

publicidade

Advertisement

politica

segurança

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região