Connect with us
   

MOBILIDADE

Ônibus sairão mais tarde das garagens nesta quinta, diz sindicato

Os rodoviários vão atrasar a saída dos ônibus das garagens em Salvador nesta quinta-feira (25). O anúncio feito no final da tarde desta quarta-feira (24) pelo Sindicato dos Rodoviários da Bahia, que fará assembleia na porta das empresas a partir das 4h, horário que os ônibus costumam sair das garagens, para passar aos trabalhadores os últimos informes sobre a Campanha Salarial. O sindicato não informou o horário que os ônibus começarão a circular.

De acordo com a direção do Sindicato, depois de mais de 25 dias de campanha salarial foram esgotadas as possibilidades de negociação no calendário oficial de rodadas, sem nenhum avanço. A última negociação ocorreu nesta quarta-feira, mas a categoria e o sindicato patronal não chegaram a um consenso.

O sindicato alega que, mesmo reconhecendo a inflação do período, o patronal oferece 2,7 de reajuste salarial. Além disso, a contraproposta patronal está condicionada a aceitação pelos trabalhadores de corte de direitos, como redução de um domingo de folga e fim das horas-extras, o que para os trabalhadores é inaceitável.

Procurado, o assessor de Relações de Trabalho do Consórcio Integra, Jorge Castro, informou que foi surpreendido pela notícia de que a categoria fará assembleia nas portas das garagens nesta quinta e que as negociações ainda estão em fase incial. Segundo ele, a frota de Salvador atualmente conta com 2,3 mil ônibus e mais de um milhão de usuários por dia.

 

informações do Correio

Faça um comentário

MOBILIDADE

Empresários pedem julgamento do acordo com rodoviários, reunião acontece hoje (14)

Como ainda não entraram em um consenso sobre o reajuste do salário dos rodoviários baianos, o sindicato patronal entrou com um pedido na Justiça de dissídio coletivo, para julgamento desse acordo. A reunião será realizada nesta terça-feira (14/5) a partir das 13h.

De acordo com o diretor do sindicato dos rodoviários, Tiago Ferreira, a expectativa é de que nesse encontro seja apresentada uma proposta considerada “viável’ para os trabalhadores. “Amanhã [quarta-feira] às 15h, é a assembleia permanente. Esperamos que antes disso, seja indicada uma proposta, e se a categoria concordar, a greve será suspensa. Não acontecendo isso, a greve será deflagrada”, disse, ao Aratu On.

Os rodoviários, que rejeitaram as propostas em todas as rodadas de negociação, pedem um reajuste salarial de 8% com o aumento de 15% no tíquete-alimentação.

Faça um comentário
Continue Reading

MOBILIDADE

ALERTA: Rodoviários anunciam greve para a semana que vem

Os rodoviários decidiram que vão entrar em greve a partir da semana que vem. A informação foi confirmada ao por Fábio Primo, vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários da Bahia. Segundo ele, a suspensão das atividades ainda não tem data definida. Nesta sexta-feira (10), a classe trabalhadora e o os patrões se reunirão às 10h30, no Ministério do Trabalho e Emprego.

A decisão da suspensão aconteceu nesta quinta-feira (9), após uma reunião do sindicato com a categoria, que ocorreu na quadra de esportes do Ginásio dos Bancários, na região dos Aflitos, em Salvador. Os rodoviários entrarão em greve por conta de um impasse salarial.

Correio*

Faça um comentário
Continue Reading

MOBILIDADE

motoristas de aplicativos prometem greve nesta quarta-feira

Motoristas de aplicativos prometem fazer uma paralisação nesta quarta-feira (8/5), em várias cidades do Brasil, entre elas Salvador, São Paulo e Rio. Eles aderiram a um protesto internacional de motoristas que pedem melhores condições de trabalho. A greve está prevista para terminar às 23h59 desta quarta.

Nesta sexta-feira (10/5), a Uber faz sua oferta pública inicial (IPO) na bolsa de Nova York – e a abertura de capital do aplicativo tem motivado mais queixas entre os trabalhadores. A expectativa é de que as ações sejam avaliadas entre US$ 44 e US$ 50 dólares, levando o valor da empresa para próximo de US$ 90 bilhões.

“A Uber cresceu, se tornou uma empresa bilionária, está entrando na bolsa, mas o motorista, que é a máquina que move esse sistema, está esquecido”, diz Eduardo Lima, presidente da Associação de Motoristas de Aplicativos de São Paulo (Amasp).

Lima espera que 50% dos motoristas de aplicativos do Estado paralisem as atividades. Segundo ele, a proposta é para que os motoristas desliguem, além do aplicativo da Uber, outras plataformas de transporte de passageiros.

A Amasp reivindica aumento da tarifa para R$ 10. “Eles alegam que se aumentar a tarifa, cai a demanda. Mas faz três anos que não temos aumento. O passageiro já deixa até gorjeta”, diz Lima. Outra reivindicação é para aumentar a transparência nos casos de exclusão de motoristas dos aplicativos.

Segundo Lima, associações de outros Estados do Brasil como Rio, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Espírito Santo e Ceará também convocaram os motoristas para a greve desta quarta-feira.

No Rio, o presidente de uma das entidades, a Associação de Motoristas Particulares Autônomos do Rio de Janeiro (Ampa-RJ), diz que a convocação também é para que os motoristas desliguem os aplicativos por 24 horas. “Não estamos sugerindo carreata”, avisa Denis Moura. Segundo ele, será respeitado o direito de motoristas que optarem por trabalhar.

“Colocamos não como uma imposição. Acreditamos que 50% vá aderir”, diz ele, que também pede aumento da tarifa. “Com a quantidade gigantesca de desempregados, a Uber tem mão-de-obra muito farta”. No Estado do Rio, diz, são cerca de 100 mil carros de aplicativos. “Mais do que transportar, economizamos o tempo das pessoas, mas não temos respeito das empresas de aplicativo.” Procurada por e-mail, a Uber não havia respondido.

 

informações AratuOn

Faça um comentário
Continue Reading
Advertisement

politica

segurança

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região