Connect with us
   

MOBILIDADE

Segunda fase do credenciamento de mototaxistas termina hoje (12)

Cerca de 400 pessoas já apresentaram propostas à Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) na segunda fase do credenciamento para mototaxistas, que termina nesta terça-feira (12). Outras 720 já exploram o serviço de transporte regularizadas, como resultado da primeira fase do credenciamento. Ao todo, foram disponibilizadas 2.938 licenças para o Serviço do Transporte Individual de Passageiros com o uso de motocicletas (Mototaxi) em Salvador.

Quem ainda desejar se candidatar, deve comparecer à sede da Coordenadoria de Táxis e Transportes Especiais (Cotae), no Vale dos Barris, 501, Barris, com a documentação exigida em edital disponível no site da Semob. Para efetuar o cadastramento, é necessário levar cópia autenticada do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo em nome do interessado, cópia da Carteira de Habilitação na Categoria A, CPF, atestado médico de sanidade física e mental, emitido, no máximo, há 30 dias, e Certidão Negativa Criminal.

Após a finalização do processo, uma comissão vai analisar os documentos para que a lista com os candidatos aptos – aqueles que entregaram toda a documentação prevista no edital corretamente – seja publicada no Diário Oficial do Município (DOM) em julho. Em seguida à divulgação da lista dos aprovados, a Semob vai divulgar o calendário de vistoria dos veículos.

Exigências – Para seguir a profissão, os motociclistas devem seguir as regras estabelecidas pelo Decreto Municipal 28.278, de 22 de fevereiro de 2017. A normativa exige que, para transportar passageiros, é preciso estar habilitado na categoria A, no mínimo, há dois anos; a motocicleta (de até 250 cilindradas) deve ter, no máximo, cinco anos de uso, estar em nome do mototaxista e ser da cor amarela. Além disso, os condutores devem utilizar todos os itens de segurança estabelecidos no decreto e, ainda, ter curso de especialização sobre condução de passageiros em veículos motorizados de duas rodas.

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

MOBILIDADE

Empresários pedem julgamento do acordo com rodoviários, reunião acontece hoje (14)

Como ainda não entraram em um consenso sobre o reajuste do salário dos rodoviários baianos, o sindicato patronal entrou com um pedido na Justiça de dissídio coletivo, para julgamento desse acordo. A reunião será realizada nesta terça-feira (14/5) a partir das 13h.

De acordo com o diretor do sindicato dos rodoviários, Tiago Ferreira, a expectativa é de que nesse encontro seja apresentada uma proposta considerada “viável’ para os trabalhadores. “Amanhã [quarta-feira] às 15h, é a assembleia permanente. Esperamos que antes disso, seja indicada uma proposta, e se a categoria concordar, a greve será suspensa. Não acontecendo isso, a greve será deflagrada”, disse, ao Aratu On.

Os rodoviários, que rejeitaram as propostas em todas as rodadas de negociação, pedem um reajuste salarial de 8% com o aumento de 15% no tíquete-alimentação.

Faça um comentário
Continue Reading

MOBILIDADE

ALERTA: Rodoviários anunciam greve para a semana que vem

Os rodoviários decidiram que vão entrar em greve a partir da semana que vem. A informação foi confirmada ao por Fábio Primo, vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários da Bahia. Segundo ele, a suspensão das atividades ainda não tem data definida. Nesta sexta-feira (10), a classe trabalhadora e o os patrões se reunirão às 10h30, no Ministério do Trabalho e Emprego.

A decisão da suspensão aconteceu nesta quinta-feira (9), após uma reunião do sindicato com a categoria, que ocorreu na quadra de esportes do Ginásio dos Bancários, na região dos Aflitos, em Salvador. Os rodoviários entrarão em greve por conta de um impasse salarial.

Correio*

Faça um comentário
Continue Reading

MOBILIDADE

motoristas de aplicativos prometem greve nesta quarta-feira

Motoristas de aplicativos prometem fazer uma paralisação nesta quarta-feira (8/5), em várias cidades do Brasil, entre elas Salvador, São Paulo e Rio. Eles aderiram a um protesto internacional de motoristas que pedem melhores condições de trabalho. A greve está prevista para terminar às 23h59 desta quarta.

Nesta sexta-feira (10/5), a Uber faz sua oferta pública inicial (IPO) na bolsa de Nova York – e a abertura de capital do aplicativo tem motivado mais queixas entre os trabalhadores. A expectativa é de que as ações sejam avaliadas entre US$ 44 e US$ 50 dólares, levando o valor da empresa para próximo de US$ 90 bilhões.

“A Uber cresceu, se tornou uma empresa bilionária, está entrando na bolsa, mas o motorista, que é a máquina que move esse sistema, está esquecido”, diz Eduardo Lima, presidente da Associação de Motoristas de Aplicativos de São Paulo (Amasp).

Lima espera que 50% dos motoristas de aplicativos do Estado paralisem as atividades. Segundo ele, a proposta é para que os motoristas desliguem, além do aplicativo da Uber, outras plataformas de transporte de passageiros.

A Amasp reivindica aumento da tarifa para R$ 10. “Eles alegam que se aumentar a tarifa, cai a demanda. Mas faz três anos que não temos aumento. O passageiro já deixa até gorjeta”, diz Lima. Outra reivindicação é para aumentar a transparência nos casos de exclusão de motoristas dos aplicativos.

Segundo Lima, associações de outros Estados do Brasil como Rio, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Espírito Santo e Ceará também convocaram os motoristas para a greve desta quarta-feira.

No Rio, o presidente de uma das entidades, a Associação de Motoristas Particulares Autônomos do Rio de Janeiro (Ampa-RJ), diz que a convocação também é para que os motoristas desliguem os aplicativos por 24 horas. “Não estamos sugerindo carreata”, avisa Denis Moura. Segundo ele, será respeitado o direito de motoristas que optarem por trabalhar.

“Colocamos não como uma imposição. Acreditamos que 50% vá aderir”, diz ele, que também pede aumento da tarifa. “Com a quantidade gigantesca de desempregados, a Uber tem mão-de-obra muito farta”. No Estado do Rio, diz, são cerca de 100 mil carros de aplicativos. “Mais do que transportar, economizamos o tempo das pessoas, mas não temos respeito das empresas de aplicativo.” Procurada por e-mail, a Uber não havia respondido.

 

informações AratuOn

Faça um comentário
Continue Reading
Advertisement

politica

segurança

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região