Connect with us

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

“Até quando?” Questiona Ireuda Silva sobre abordagem do PM contra o jovem

Published

on

A vereadora e Vice-presidente da Comissão de Reparação na Câmara de Salvador, Ireuda Silva (Republicanos) repudiou a ação do policial militar ao abordar um jovem de 16 anos.

A vereadora publicou uma postagem nas redes sociais manifestando a sua indignação pelo fato acorrido. Segundo Ireuda, o fato acontecido seria mais um caso de racismo em Salvador que é considerada a cidade mais negra fora da África. Toda a ação foi registrada através de um vídeo que circula nas redes sociais onde mostra o PM abordando um jovem e fazendo acusações e comentários em relação ao cabelo black power do rapaz.

“É uma cena revoltante e inadmissível. Infelizmente, a atitude do policial reflete o pensamento de várias pessoas, que marginalizam o negro de todas as formas possíveis, mesmo que mais de 80% da população de Salvador seja negra. Até quando seremos obrigados a sofrer tanta injustiça, tanta humilhação?”, questionou Ireuda.

A republicana cobrou que a corregedoria da Polícia Militar da Bahia aplique a devida punição, que precisa ser exemplar para a categoria e a sociedade.

“Um policial como esse não tem condições de estar nas ruas, protegendo o povo. Ele é, antes de qualquer coisa, um risco à integridade do cidadão”, acrescentou a vereadora.

Veja a Publicação:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Vice-presidente da Comissão de Reparação na Câmara de Salvador, a vereadora Ireuda Silva (Republicanos) repudiou mais um caso de racismo registrado na capital baiana, cidade mais negra fora da África: circula nas redes sociais um vídeo em que um policial militar aborda um jovem de forma violenta e faz acusações e comentários racistas em relação ao cabelo black power do rapaz. “É uma cena revoltante e inadmissível. Infelizmente, a atitude do policial reflete o pensamento de várias pessoas, que marginalizam o negro de todas as formas possíveis, mesmo que mais de 80% da população de Salvador seja negra. Até quando seremos obrigados a sofrer tanta injustiça, tanta humilhação?”, questionou Ireuda. A republicana cobrou que a corregedoria da Polícia Militar da Bahia aplique a devida punição, que precisa ser exemplar para a categoria e a sociedade. “Um policial como esse não tem condições de estar nas ruas, protegendo o povo. Ele é, antes de qualquer coisa, um risco à integridade do cidadão”, acrescentou a vereadora.

Uma publicação compartilhada por Ireuda Silva (@ireuda.silva) em

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

Publicidade:

Advertisement

politica

Cajazeiras e Região