Connect with us

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Denúncias de Poluição Sonora bate recorde durante a pandemia

Published

on

Foto: Reprodução Internet

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), por meio da Coordenadoria de Fiscalização e Combate à Poluição Sonora, recebeu o maior número de denúncias de poluição sonora em Salvador durante a pandemia no último final de semana. O órgão registrou 2.064 denúncias, mais que o dobro das 879 computadas no final de semana anterior. A maioria delas teve como fonte as residências (710), seguida por veículo particular (688) e área pública (250). 

Os dez bairros mais denunciados na sexta-feira (24), sábado (25) e domingo (26) foram Fazenda Grande do Retiro, Pernambués, Paripe, Uruguai, São Marcos, Itapuã, Plataforma, Liberdade, Engenho Velho de Brotas e São Caetano. Em parceria com outros órgãos, a Semop também encerrou festas conhecidas como paredão e apreendeu os equipamentos sonoros nos bairros de Paripe, Canabrava, Fazenda Grande do Retiro e São Marcos. 

“Esse aumento de denúncias nos preocupa. Algumas pessoas estão achando que está tudo liberado, e não está. Se as pessoas continuam desrespeitando o isolamento social e fazendo festa, aglomerações, o número de casos de infectados pelo coronavírus aumenta, como aumenta a ocupação dos leitos de UTI, e será preciso fechar tudo novamente, e ninguém quer isso”, alerta a subcoordenadora de Combate à Poluição Sonora da Semop, Márcia Cardim. 

Para combater a poluição sonora, a Semop realiza a operação Silere, em parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM), Transalvador, Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e a Polícia Militar da Bahia. A operação ocorre sempre às sextas-feiras, sábados e domingos. Durante o período da pandemia, já foram feitas 166 ações em conjunto. No último final de semana, foram seis ações em conjunto, resultando em 587 vistorias, nove notificações, 17 apreensões, 47 equipamentos apreendidos e 17 autos de infração emitidos. 

Balanço – Do dia 1º de março até ontem (26), a Coordenadoria de Fiscalização e Combate à Poluição Sonora recebeu 36.495 denúncias, a maioria delas de som alto em residências (13.405), em veículo particular (9.610), em área pública (4.436), oriunda de outras fontes (2.313), de carros de som (1.722) e de bar, restaurante ou boate (1.363). Em comparação ao ano passado, nota-se que, por conta da pandemia e do isolamento social, as residências deixaram de ser a terceira fonte de poluição sonora mais denunciada (em 2019) e passaram a ser a primeira (em 2020). 

A multa para quem pratica a poluição sonora varia entre R$ 1.068 e R$ 168 mil, de acordo com a quantidade de decibéis excedentes. Além disso, exceder o volume previsto na legislação é crime, previsto no Artigo 54 da Lei Nº 9.605/1998, que prevê pena de um a quatro anos de reclusão e multa.

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Governo prorroga até 30 de janeiro decreto que proíbe shows e aulas

Published

on

Foto: Camila Souza/Arquivo GOVBA

O Governo do Estado decidiu prorrogar o decreto que suspende shows e aulas nas unidades de ensino das redes pública e privada em toda a Bahia. A prorrogação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (16) e vale até o dia 30 de janeiro de 2021.

O decreto proíbe ainda a realização de atividades com público superior a 200 pessoas, como passeatas, feiras, circos, eventos científicos, desportivos e religiosos. Shows e festas, públicas ou privadas, seguem proibidos independentemente do número de participantes.

Cerimônias de casamento e solenidades de formatura podem ser realizadas desde que limitadas a até 200 pessoas. A parte festiva desses eventos não está permitida.




Faça um comentário

Continue Reading

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Prefeita Moema Gramacho anuncia início da vacinação contra Covid-19 em Lauro de Freitas

Published

on

Foto: Reprodução

Foi no final da missa solene de celebração pelos 413 anos da Paróquia de Santo Amaro de Ipitanga, nesta sexta (15), que a prefeita Moema Gramacho anunciou o início da vacinação contra a Covid-19 para a próxima quarta-feira (20). “O plano de vacinação já está pronto e no começo da próxima semana vamos apresentar o cronograma e informar os postos de vacinação”.

Feliz por estar comemorando 413 anos de um trabalho de aproximação com Deus em Lauro de Freitas, a prefeita pediu também ao santo, padroeiro da cidade, que abençoe os vereadores e secretários deste mandato, presentes na celebração, para que possam continuar buscando fazer o melhor para a cidade e seus munícipes.

A missa foi celebrada pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sergio da Rocha, que ressaltou durante toda celebração, entre os cânticos e passagens bíblicas, a importância de ter Santo Amaro de Ipitanga como exemplo de vida. “Santo Amaro viveu na simplicidade, renunciou as coisas supérfluas. Vivia na fé e confiança no Senhor, no caminho da união”. O arcebispo também agradeceu pela maneira carinhosa com que foi recebido por todos em Lauro de Freitas.

Padre Juraci Gomes, pároco da Igreja da Matriz, presenteou a prefeita com um ostensório (peça do culto católico que tem a função de exibir a hóstia) e falou que, independente do momento que estamos vivendo por conta da pandemia, hoje é um dia de alegria e gratidão.

O pároco também relembrou a história da igreja que teve sua pedra fundamental instalada há 453 anos pelos jesuítas, levou 20 anos para ficar pronta e alguns anos depois foi elevada a paróquia. O conjunto arquitetônico foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1944.

A missa terminou com a queima de fogos, que também deu início a carreata. Ao som do refrão “Ó santo Amaro, meu protetor, seguiste a trilha do salvador. Ele chamou-te, ouviste a voz. Ó Santo Amaro, roga por nós!”, os fieis percorreram ruas do Centro levando a imagem e a benção de Santo Amaro de Ipitanga.

As missas receberam público mínimo cadastrado previamente, espeitando os protocolos de prevenção da Covid-19. Atividades que tradicionalmente fazem parte da programação da festa do padroeiro, como o cortejo cultural e show na praça, este ano também não foram realizadas




Faça um comentário

Continue Reading

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Especialistas dão dicas para alunos que farão a prova do Enem: Veja

Published

on

Foto: Reprodução

Com atraso de dois meses na realização por conta da pandemia da Covid-19, a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será realizada neste domingo (17) e no próximo dia 24 em todo o Brasil. Para evitar a propagação do novo coronavírus, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) dá dicas de proteção aos alunos que farão o exame.

Os cuidados serão redobrados nas salas de aula, com distanciamento entre as cadeiras e disponibilização de álcool em gel para os alunos. A infectologista da SMS, Adielma Nizarala, reforça que é importante cada aluno levar seu álcool em gel e estar sempre usando a máscara, que não deve ser retirada em momento algum na sala de aula.

“Este ano, por causa da pandemia, não será permitido comer ou beber água enquanto faz a prova. Então, recomendo aos alunos que reforcem a alimentação antes da prova com frutas, verduras, carboidratos e bastante hidratação, para que estejam bem dispostos na hora da prova”, diz Adielma.

A infectologista ressalta ainda que caso o aluno precise retirar a máscara por alguma razão ou se alimentar, deve ser solicitado ao fiscal que ele vá ao corredor, o que influencia também no tempo da prova. “Outra coisa importante é que, caso o aluno apresente qualquer sintoma da Covid-19 no dia, ele não deve comparecer ao local do exame.”

Segundo o Ministério da Educação (MEC), de posse de um atestado que confirme a infecção, esses alunos e também portadores de outras doenças infectocontagiosas (a exemplo de sarampo ou rubéola) poderão remarcar a prova.




Preparação – O professor de educação física da rede municipal Flávio Azevedo recomenda aos alunos que relaxem no dia anterior ao exame. “Não adianta querer estudar tudo no dia anterior. Eu recomendo manter a mente equilibrada, sem estresse emocional, procurar fazer atividades ao ar livre como caminhadas, corridas leves, exercícios que mantenham o cérebro oxigenado. Evitar as tensões, com mente sã e corpo são”, declara.

No dia da prova, o professor sugere alongamentos que podem ser feitos na sala de aula, para relaxar o corpo das tensões. “A gente pode trabalhar alongamento mesmo sentado, esticando os braços para um lado e para o outro, puxar o pescoço para baixo e para cima, e respirar pelo nariz e soltar pela boca, pois ajuda a oxigenação do corpo e a aliviar a tensão“, orienta Azevedo.

Faça um comentário

Continue Reading

Publicidade:

Advertisement

politica

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

error: Copyright © - Grupo Fala Cajazeiras ®