Connect with us

E.C. VITÓRIA

4×0; Vitória é atropelado pelo Fortaleza e se despede da Copa do Nordeste

Um abismo separa Fortaleza e Vitória. Não há paridade de forças. Não houve qualquer sinal de competitividade. A equipe de Rogério Ceni simplesmente passou o carro em cima de um fragilizado Rubro-Negro, que em momento algum esboçou reação. Não é exagero dizer que o resultado de 4 a 0 ficou barato. Os baianos deixam a Copa do Nordeste com um saldo de sete empates e duas derrotas.

A expectativa de um jogo difícil se confirmou desde os primeiros minutos, de domínio absoluto do Fortaleza, que colocou a bola no chão e fez o Vitória correr de um lado para o outro. Cláudio Tencati optou por um jogo reativo, com as linhas de marcação recuadas, apostando em uma saída rápida para o contra-ataque. Não aconteceu.

Um dos grandes problemas está justamente na escalação. Não dá para jogar pelo contra-ataque sem ter em campo um jogador que te dê a opção de velocidade pelos lados. Yago e Andrigo, atuando pelas pontas, e Ruy, centralizado, definitivamente não são esses atletas. Com o contrato perto do fim, Erick sequer foi relacionado. Nickson ficou no banco.

A transição do Vitória da defesa para o ataque é uma completa vergonha. Se tinha dificuldade para puxar contra-ataques, a situação piorava quando o Rubro-Negro encontrava a defesa adversária montada, com suas linhas bem compactadas negando espaços. A bola rodava entre zagueiros e laterais, sem que volantes e meias se apresentassem para melhorar a construção das jogadas.

Do outro lado, o oposto. Organizado, o Fortaleza tinha uma boa transição da defesa para o ataque, com excelente participação dos volantes, mas pecava quando chegava perto da área. A solução encontrada foi alçar bola na área. Antes de Júnior Santos vencer com facilidade o combate de Edcarlos (se é que assim se pode chamar) e abrir o placar, Wellington Paulista já havia aparecido livre, mas errou o movimento do cabeceio.

O segundo gol da equipe cearense surgiu a partir de uma transição muito bem organizada, um contra-ataque de manual. A rápida troca de passes que logo colocou Osvaldo no mano a mano com Jeferson mostrou como a diferença entre os dois times. Júnior Santos marcou mais um.

O Vitória não chutou sequer uma bola na direção do gol durante a primeira etapa, de acordo com números do footstats.

A verdade é que o Fortaleza foi senhor do jogo do primeiro ao último minuto. Castigou o Vitória com uma marcação forte, venceu a maioria das divididas e, por ser uma equipe extremamente compacta, ainda ficou com todas as segundas bolas.

Tivesse um pouco mais de fome de gol e precisão, a equipe de Rogério Ceni sairia do Castelão com uma goleada histórica. Acredite, torcedor: bem pior do que foi. Com o emocional em frangalhos, os jogadores do Vitória acusaram o golpe, passaram a errar passes em demasia e facilitaram a vida do adversário, que encontrava generosos espaços no campo ofensivo. Assim Edinho fez o terceiro. E Dodô fechou a conta em linda cobrança de falta.

Ao fim do jogo, o Vitória somou apenas uma finalização no alvo, e foi em uma cobrança de falta que não deu trabalho a Marcelo Boeck. O goleiro do Fortaleza, por sinal, pode guardar o uniforme para o próximo jogo, já que não o sujou.

Uma derrota que reflete o que foi esse primeiro semestre tenebroso do Vitória. E fica o aviso: antes mesmo de começar a Série B, é preciso ligar o sinal de alerta. Há muito trabalho pela frente, e essa equipe precisa ser reconstruída.

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

E.C. VITÓRIA

Oeste por vence por 3×0 e afunda o Vitória na lanterna da Série B

O Oeste venceu o Vitória por 3 a 0, na noite desta sexta-feira, em partida disputada na Arena Barueri e válida pela oitava rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O triunfo colocou fim a um jejum de cinco jogos sem vitória do time paulista, e aumentou para seis o do time baiano na competição.

Os gols da vitória do Oeste foram marcados por Zé Ivaldo (contra), Bruno Gonçalves e Roberto. O resultado fez o Oeste saltar para a oitava colocação da Série B, com 11 pontos conquistados após oito rodadas. Com apenas quatro, o Vitória é o 20º e último colocado.

Os dois times entram em campo agora apenas em julho, após pausa para a disputa da Copa América no Brasil. O Oeste visita a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O Vitória recebe o Cuiabá, no Barradão, em Salvador. Os dois jogos estão marcados para o dia 13 de julho.

PRIMEIRO TEMPO

Sem tempo para qualquer análise e projeção do que seria o confronto, o Oeste abriu o placar com um gol contra o zagueiro Zé Ivaldo, com 30 segundos de bola rolando. O gol mudou qualquer perspectiva, mas parece ter mudado o panorama do embate entre dois times em crise e jejum de bons resultados na Série B.

O Vitória conseguiu equilibrar as ações e levou perigo, principalmente nas jogadas individuais de Wesley. Apostando no contra-ataque, o Oeste assustou o goleiro Ronaldo em chutes de longa distância. E quando marcou o segundo, teve gol anulado pela arbitragem. No resumo do primeiro tempo, saiu de campo vencedor quem errou menos: Oeste 1 x 0 Vitória.

SEGUNDO TEMPO

Ensaiando uma reação, o Vitória bem que tentou empatar a partida logo na volta do intervalo. No entanto, sem conseguir criar chances efetivas, viu o Oeste ampliar com Bruno Gonçalves, após boa triangulação do ataque. Neto Baiano teve duas chances claras de diminuir, mas esbarrou na boa atuação do goleiro Glauco.

O balde de água fria veio nos minutos finais, quando Roberto recebeu dentro da área, após bola rouba na saída do Vitória, e colocou números finais ao confronto na Arena Barueri.

informações do GE / Foto: Jefferson Vieira/Oeste FC

Faça um comentário
Continue Reading

E.C. VITÓRIA

Na lanterna da Série B Vitória encara o Oeste nesta Terça-feira (11)

O Vitória encara o Oeste na noite desta terça-feira, às 20h30 (de Brasília), na Arena Barueri, em Barueri, pela 8ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida será a última do time baiano antes da pausa no calendário nacional para a realização da Copa América, que terá início na próxima sexta-feira. E para o torcedor rubro-negro, o período sem jogos da Segundona é muito bem-vindo.

Com apenas um triunfo em sete partidas realizadas na principal competição do ano, o Vitória aparece na lanterna da tabela de classificação. A temporada da equipe é muito ruim. De 26 partidas realizadas, o Rubro-Negro conquistou apenas quatro triunfos, o último deles sobre o Vila Nova, há mais de um mês, no Barradão. Existe a expectativa de que a pausa no calendário possa reverter o cenário ruim, já que o técnico Osmar Loss terá tempo para trabalhar com o grupo e reparar problemas.

Fora de casa, o Vitória conquistou apenas um triunfo em toda a temporada. Foi sobre o Jacobina, em janeiro, pela primeira fase do Campeonato Baiano. Na Série B, o Rubro-Negro atuou como visitante quatro vezes, e o melhor resultado foi o empate em 1 a 1 com o Atlético-GO, na estreia de Osmar Loss. Nas outras três partidas longe de Salvador, saiu de campo derrotado.

Na rodada passada, o Vitória perdeu para o Sport por 3 a 1, na Ilha do Retiro. Com o revés, o time chegou aos 16 gols sofridos na Série B e segue como defesa mais vazada da competição. A equipe com segundo pior saldo defensivo na Segundona é o São Bento, que sofreu cinco gols a menos que o Rubro-Negro baiano.

Com muitos problemas e um ambiente de pressão interna e externa, o Vitória não contará com Felipe Garcia, Rodrigo Andrade e Caíque Souza para a partida desta terça-feira. Os três se recuperam de lesões no departamento médico. A tendência é Osmar Loss repetir a equipe que encarou o Sport, com Ronaldo; Edvan, Everton Sena, Zé Ivaldo e Capa; Gabriel Bispo, Marciel e Ruy; Wesley, Ruan Levine e Anselmo Ramon.

O jogo

Oeste x Vitória; 8ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro;
Onde: 
Arena Barueri, Barueri, São Paulo;
Quando: Terça-feira, 11 de junho, às 20h30 (de Brasília);
Provável time do Vitória: Ronaldo; Edvan, Everton Sena, Zé Ivaldo e Capa; Gabriel Bispo, Marciel e Ruy; Wesley, Ruan Levine e Anselmo Ramon;
Desfalques do Vitória: Felipe Garcia, Rodrigo Andrade e Caíque Souza se recuperam no departamento médico;
Pendurados: Neto Baiano e Nickson;
Arbitragem: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão apita a partida, auxiliado por Edson Antônio de Sousa e Tiago Gomes da Silva.

Faça um comentário
Continue Reading

E.C. VITÓRIA

3×1: Vitória perde para o Sport vence e fica lanterna da Série B

No duelo de Leões, rubro-negros e do Nordeste, deu Sport em cima do Vitória. Numa Ilha do Retiro com bom público, neste sábado, os donos da casa venceram por 3 a 1 com dois gols do atacante Guilherme e um do volante Charles. Anselmo Ramon diminuiu para os baianos. O Sport teve as principais chances para marcar e conseguiu convertê-las em gols. Dois deles, por sinal, bonitos.

Como fica?

O Sport está de volta ao G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. O Leão chega aos 12 pontos e empata com a Ponte Preta no número de vitórias e no saldo de gols, mas leva vantagem nos gols marcados. Já o Vitória, segue com quatro pontos e passa a amargar a lanterna da Série B. Veja a tabela completa da Série B.

Primeiro tempo

O Sport começou o jogo indo para cima. Teve cinco minutos de superioridade em campo, mas não conseguiu assustar. O Vitória ganhou campo depois disso e foi quem assustou primeiro. Wesley obrigou Mailson a fazer grande defesa na Ilha do Retiro. Foi o Sport tirou o zero do placar. Aos 23 minutos, Guilherme aproveitou cruzamento de Ezequiel e um desvio de leve de Sander na bola para fazer 1 a 0. O Vitória se lançou ao ataque e foi recompensado. Aos 29, Anselmo Ramon aproveitou vacilo da defesa do Sport e empatou. Mas a defesa do Vitória também entregou. E aos 40 minutos, Charles mandou para o fundo das redes depois de um belo passe de letra de Hernane Brocador.

Segundo tempo

O segundo tempo começou num ritmo completamente diferente do primeiro. O Sport procurou ficar mais com a bola para esperar os espaços na defesa do Vitória, que por sua vez foi ao ataque com muito volume, mas sem muita qualidade. Resultado: um jogo bem travado até os 32 minutos, quando Guilherme acertou um chutaço de fora da área para ampliar e fechar o marcador em 3 a 1 para o Sport.

 

informações do GE

Faça um comentário
Continue Reading

Publicidade:

Anúncio
Advertisement

politica

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região