Connect with us

POLÍTICA

Bolsonaro diz que vai trabalhar para o Brasil ser exemplo para o mundo

Published

on

Em discurso “curto” e “objetivo” como havia anunciado, com duração de 6 minutos e 36 segundos, o presidente Jair Bolsonaro reafirmou hoje (22), no Fórum Econômico Mundial, em Davos na Suíça, os compromissos de campanha. Ele destacou a determinação de abrir a economia, atrair investidores, fazer reformas, diminuir o peso do Estado e combater a corrupção. “Representamos um ponto de inflexão.”

Bolsonaro citou três de seus ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), Paulo Guedes (Economia) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores). Após o discurso, ele respondeu a perguntas dos organizadores do fórum sobre preservação do meio ambiente e desenvolvimento econômico, combate à corrupção e crescimento da América Latina.

O presidente se comprometeu a colocar o Brasil “no ranking dos 50 melhores países para se fazer negócios”, atrair capital estrangeiro, explorar recursos naturais, fazer as reformas tributária e da Previdência Social, investir em educação, incentivar turismo e manter a sustentabilidade do agronegócio. “Avançar na compatibilização entre a preservação do meio ambiente e da biodiversidade com o necessário desenvolvimento econômico.”

Compatibilização

Bolsonaro enfatizou que o Brasil é “o país que mais preserva o meio ambiente. Nenhum outro país do mundo tem tantas florestas como nós. A agricultura se faz presente em apenas 9% do nosso território e cresce graças a sua tecnologia e à competência do produtor rural. Menos de 20% do nosso solo é dedicado à pecuária”, destacou.

“Essas commodities [produtos primários com cotação internacional], em grande parte, garantem superávit em nossa balança comercial e alimentam boa parte do mundo”, acrescentou o presidente. Ele também assegurou a vontade de “aprofundar” as relações comerciais.

Segundo o presidente, seu esforço será para que o Brasil se torne um exemplo para o mundo. “Nossa missão agora é avançar na compatibilização entre a preservação do meio ambiente e da biodiversidade com o necessário desenvolvimento econômico, lembrando que são interdependentes e indissociáveis.”

Bolsonaro disse que está empenhado em “integrar o Brasil ao mundo”. Para ele, um dos caminhos é a “defesa ativa da reforma” da Organização Mundial do Comércio (OMC) para buscar a eliminação do que chamou de “práticas desleais de comércio e garantir segurança jurídica das trocas comerciais internacionais”.

Reformas

O presidente destacou que pretende implementar uma série de medidas no país, e citou as reformas, a redução de tributos e a desburocratização. Segundo ele, são ações que vão levar ao desenvolvimento econômico e à estabilidade.

“Vamos diminuir a carga tributária, simplificar as normas, facilitando a vida de quem deseja produzir, empreender, investir e gerar empregos. Trabalharemos pela estabilidade macroeconômica, respeitando os contratos, privatizando e equilibrando as contas públicas.”

Valores

O presidente ressaltou que gastou menos de US$ 1 milhão na sua campanha e que o país precisa de resgatar valores. “Assumi o Brasil em uma profunda crise ética, moral e econômica. Temos o compromisso de mudar nossa história.”

Bolsonaro enfatizou que vai resgatar valores. “Vamos defender a família e os verdadeiros direitos humanos; proteger o direito à vida e à propriedade privada e promover uma educação que prepare nossa juventude para os desafios da quarta revolução industrial, buscando, pelo conhecimento, reduzir a pobreza e a miséria.”

Combate à corrupção

No discurso, Bolsonaro destacou ainda a presença do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro: “O homem certo para o combate à corrupção e o combate à lavagem de dinheiro”, disse. Ao ser questionado sobre seus planos para a área, ele disse que Moro tem “todos os meios para seguir o dinheiro no combate à corrupção e no combate ao crime organizado”.

“É mudando a legislação e aperfeiçoando outra parte da mesma. Dessa forma, tenho certeza de que atingiremos nosso objetivo”, respondeu.

Bolsonaro também acrescentou que os ministros foram indicados de forma técnica, sem participação político-partidária. “Precisamos, sim, muito do Parlamento brasileiro e confiamos que grande parte do mesmo nos dará respaldo na busca do combate à corrupção e na lavagem de dinheiro. Dessa forma, o Brasil será visto de forma diferente aqui fora.”

Segurança

De acordo com o presidente, o governo federal investirá de forma intensa na segurança pública e convidou os presentes a conhecer o Brasil, lembrando que, apesar das belezas naturais, o país não está entre os 40 principais destinos turísticos do mundo. Ele destacou que pretende dinamizar o turismo no Brasil

“Vamos investir pesado na segurança para que vocês nos visitem com suas famílias, pois somos um dos primeiros países em belezas naturais, mas não estamos entre os 40 destinos turísticos mais visitados do mundo. Conheçam a nossa Amazônia, nossas praias, nossas cidades e nosso Pantanal. O Brasil é um paraíso, mas ainda é pouco conhecido.”

Estreia

Bolsonaro sublinhou que a sua presença no encontro é primeira viagem internacional que faz após a eleição, comprovando a importância que atribui às pautas que têm sido promovidas pelo Fórum de Davos.

“Esta é a primeira viagem internacional que realizo após minha eleição, prova da importância que atribuo às pautas que este fórum tem promovido e priorizado”, disse. “É, para mim, uma grande oportunidade de mostrar para o mundo o momento único em que vivemos em meu país e para apresentar a todos o novo Brasil que estamos construindo.”

O presidente disse que pretende viajar em breve para Israel, Itália, Argentina e Chile.

“Excelente”

O presidente da República em exercício, general Hamilton Mourão, classificou o discurso de Jair Bolsonaro no Fórum Econômico Mundial como “excelente”.

“Maravilhosas as palavras do presidente. De acordo com tudo o que estamos pensando e buscando para inovar no nosso país e que a gente tenha um rumo melhor e chegue aos nossos objetivos. A gente tem que lembrar que os nossos objetivos é que todo brasileiro tenha escola, acesso à saúde, ande na rua com segurança e tenha emprego e renda”, afirmou.

Sobre a preservação do meio ambiente citada no discurso, Mourão lembrou que o Brasil está no Acordo de Paris. “Às vezes alguns ruídos acontecem, mas a gente não pode fugir dessa questão ambiental, a questão do clima. O presidente tem plena consciência disso aí e deixou claro no discurso dele”, disse Mourão. O presidente em exercício participou hoje da transmissão de comando do 2º Regimento de Cavalaria de Guarda, para o tenente-coronel Antonio Cesar Esteves Mariotti, na Vila Militar, no Rio de Janeiro.

Faça um comentário

POLÍTICA

Aumento da tarifa de ônibus na mira da Comissão de Transporte

Published

on

Em reunião na tarde de terça-feira (12), na sala Antônio Lima, a Comissão de Transporte definiu a primeiras atuações do ano. Conforme a pauta, o colegiado pretende apresentar requerimentos exigindo a verificação da planilha de custos do setor, junto à Secretaria de Mobilidade (Semob), além de solicitar o estudo de viabilidade técnica que justifique o aumento da tarifa dos ônibus municipais.

Durante a apresentação de pautas, o vereador Kiki Bispo (PTB) sugeriu cobrar posicionamento da ViaBahia sobre a falta de ações estruturais na BR-324, trecho da capital. O vereador Sabá (PV) lembrou da necessidade de implantação do Ônibus Social para atender as camadas mais carentes. Já o vereador Joceval Rodrigues (PPS) chamou a atenção de a Câmara precisar ser informada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) diante de intervenções realizadas na cidade, a exemplo de desapropriações em áreas com obras relacionadas à mobilidade.

“Foi uma reunião com propostas e discussões sobre os interesses da mobilidade urbana de Salvador”, destacou Hélio Ferreira (PCdoB), presidente da Comissão.
Os vereadores Toinho Carolino (Podemos) e Alexandre Aleluia (DEM) também participaram da reunião.

Faça um comentário
Continue Reading

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Novo secretário da Semop promete estreitar diálogo com ambulantes

Published

on

O secretário municipal de Ordem Pública, Felipe Lucas, reservou esta quarta-feira (6) para conhecer setores, funcionários e gestores na sede do órgão, na BR-324. Também aproveitou a agenda interna para ter um bate-papo com o antecessor, Marcus Passos, e alinhar os compromissos da pasta nesse período de transição. “Na verdade, a ideia hoje é tentar internalizar o máximo de conteúdo possível para manipular as informações e gerar resultados ou soluções necessárias”, disse.

De acordo com o recém-empossado titular da Semop, a prioridade será dar continuidade ao trabalho feito pela pasta nos últimos anos, alinhando com a atual gestão ações inovadoras que possam trazer impactos para a melhoria da qualidade de vida dos soteropolitanos. Ele também promete estreitar ainda mais o diálogo com ambulantes e entidades que representam trabalhadores do comércio informal.

“Vou buscar conversar com os ambulantes, feirantes, camelôs e as associações. Atravessamos uma crise nacional econômica que, de fato, afeta a nossa cidade, embora a Prefeitura vem fazendo um trabalho que vai na contramão de tudo o que acontece no país. Muitas pessoas sofreram com desemprego mas, junto com as dificuldades, surgiu a  necessidade de se buscar alternativas também. Os ambulantes precisam gerar receita para sua sobrevivência”, disse ele, revelando que as ações de ordenamento da Semop terão “olhar clínico” em prol do bem social de todos os cidadãos.

O secretário também afirmou dedicar esse primeiro momento para canalizar toda a energia para conhecer problemas, soluções e o trabalho preventivo que precisa ser feito. “Trabalhamos com o dia a dia e cotidiano das pessoas. São questões que mexem com a vida da população, como limpeza da cidade, vagas de cemitério, Salvamar, Guarda Municipal. Portanto é necessário um olhar atento e, sobretudo, que seja 360 graus, porque a gente tem que cuidar e observar o que acontece nos 163 bairros da cidade. Não podemos ter um olhar parcelado”, acrescentou Lucas.

Outra meta à frente da pasta é trabalhar para que as entregas que estão em curso, a exemplos das requalificações dos mercados municipais (Periperi, Itapuã e Nacs de Itapuã), sejam feitas sem atrasos e prejuízos. O secretário ainda disse que outro primeiro desafio à vista é o Carnaval, que começa oficialmente na última quinta-feira deste mês (28). “É a maior festa popular do planeta. São milhões de pessoas envolvidas. Logo, o trabalho que a gestão municipal precisa desempenhar visa garantir a segurança e qualidade da festa”, finalizou.

Faça um comentário
Continue Reading

POLÍTICA

Conheça o perfil dos novos secretários municipais

Published

on

O prefeito ACM Neto anunciou na manhã de hoje (05), em coletiva no Palácio Thomé de Souza, os novos integrantes do primeiro escalão da gestão municipal. Confira abaixo o perfil dos novos titulares do secretariado municipal.

Bruno Reis – Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra)

Formado em Direito pela Universidade Católica do Salvador (Ucsal), com pós-graduação em Gestão pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), além de mestrado em Desenvolvimento e Gestão Social pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), Bruno Reis é o atual vice-prefeito da cidade, eleito em 2016 junto com ACM Neto. Já foi assessor da Câmara de Vereadores, da Câmara Federal (ao lado de ACM Neto, quando o atual prefeito era deputado) e exerceu por duas vezes o mandato na Assembleia Legislativa da Bahia, tendo recebido prêmios de destaque parlamentar pela imprensa e exercido a função de líder da oposição. Já foi também secretário municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza no primeiro mandato da atual gestão municipal, trabalhando na elaboração e desenvolvimento de programas importantes, como o Primeiro Passo.

 

Leonardo Prates – Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps)

Mais conhecido como Leo Prates, é engenheiro eletricista por formação, com pós-graduação em Administração pela Universidade Federal da Bahia (Ufba). Foi vereador de 2013 a 2019, exercendo, durante o mandato, a presidência da Câmara Municipal no biênio 2017/2018. Em 2018, foi eleito deputado estadual, se licenciado para assumir a Semps. Antes, Leo Prates já tinha grande militância partidária, inclusive atuando como secretário-geral do Diretório Central do Estudantes da Ufba. Foi assessor de ACM Neto quando o prefeito era deputado federal.

 

Rogéria Pereira dos Santos – Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ)

Advogada, foi eleita vereadora de Salvador para a legislatura que começou em 2017 e segue até 2021, se licenciando do cargo para assumir a nova função, a convite do prefeito ACM Neto. Possui MBA em Administração Pública, pós-graduação em Política de Assistência Social, além de ser radialista. Foi ativista humanitária na África por 14 anos, com auxílio direto e indireto a mais de 20 mil pessoas. Elabora e coordena projetos sociais e milita em prol dos direitos humanos, inclusive das mulheres, crianças e adolescentes.

 

Felipe Lucas – Ordem Pública (Semop)

É formado em administração, com MBA e curso de extensão em Toronto, no Canadá. Foi eleito vereador em 2016, se licenciando do cargo para assumir a secretaria a convite do prefeito ACM Neto. Fez carreira na iniciativa privada, quando recebeu o convite para ingressar na vida pública e assumir a chefia de gabinete da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), em Recife e Brasília. Em 2012, foi nomeado chefe de gabinete da então Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Defesa Civil, que tinha Paulo Fontana como secretário, ajudando na elaboração e desenvolvimento de projetos importantes como o Casa Legal e o Morar Melhor. É conhecido por incentivar eventos esportivos e atletas em início de carreira.

 

Faça um comentário
Continue Reading

publicidade

Advertisement

politica

segurança

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região