Connect with us
Anúncio

MOBILIDADE

Secretário confirma que modelo do BRT não comporta trilhos no futuro

Published

on

O secretário municipal de Mobilidade Urbana, Fábio Mota, confirmou, na tarde de hoje (14), que o modelo do BRT (Bus Rapid Transit) de Salvador não pode comportar trilhos no futuro e não há como o modal ser adaptado para virar um VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) ou até mesmo monotrilho, posteriormente.

“Não tem como botar trilho, porque nós entendemos que ali não dá para botar trilho. O trilho não permite que se possa sair [do percurso] para buscar o passageiro. Aquele local da cidade [onde ficará o BRT], eu estou falando da Lapa e do Iguatemi, passam 340 mil pessoas por dia e são 68 linhas de ônibus. Aquele local da cidade é a maior origem e destino do transporte público da cidade de Salvador. Por isso que está esse transporte de massa [o BRT] ali”, justificou, em entrevista à Rádio Metrópole.

A proposta do BRT da capital baiana foi criticada pelo governador Rui Costa (PT) por não permitir ser adaptado para um modal mais moderno. O petista também disse que o projeto é “muito feio”. “Isso é estranho, muito estranho, porque dois dos sete BRTs da cidade são feitos em parceria com o governo da Bahia. […] O que é defasado para a prefeitura passa a não ser quando ele [Rui Costa] faz. Ele deveria ter botado trilho na linha vermelha e na linha azul, e não fazer o projeto do BRT”, cutucou.

Segundo Mota, a prefeitura preferiu o BRT ao VLT por ser 15% mais barato. “Do recurso das obras, apenas 22% é por BRT, o resto é para obras de infraestrutura para micro e macrodrenagem. Independentemente de qual fosse o sistema, que nós pudéssemos implantar na Avenida Juracy Magalhães e na ACM, teriam que ser feitos os viadutos e teria que ser feita a macro e microdrenagem”, salientou.

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

Advertisement

MOBILIDADE

Trecho de passarela na Bonocô é interditado para manutenção

Published

on

A Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), autarquia vinculada à Secretaria Municipal de Manutenção (Seman), interdita nesta sexta-feira (20) o trecho da passarela da Avenida Mario Leal Ferreira (Bonocô), logo após a Le Biscuit, que faz a ligação com a Travessa Santa Eurídice. A medida será necessária para garantir a segurança de pedestres e faz parte do processo de manutenção corretiva e preventiva desses equipamentos.

As intervenções serão realizadas num pequeno trecho, de 6 metros, onde foi identificado, através de vistoria, desgaste da estrutura metálica. Todo esse trecho será construído no pátio da Desal e será instalado já pronto no local, num prazo de 15 dias. Até lá, o local seguirá isolado e os pedestres terão como opção uma escadaria próxima, que fica a 50 metros do acesso original. Não será necessária qualquer alteração no trânsito ou substituição do ponto de ônibus.

Nesta passarela, estão em andamento também os serviços de recuperação e substituição de piso, além de revisões no guarda-corpo. Na altura da Casa Eloy, a manutenção já foi finalizada. Concluído o serviço neste equipamento, as ações seguem para a próxima passarela sob a responsabilidade da Desal na região da Bonocô, na altura da concessionária Revisa. Posteriormente, serão beneficiados os equipamentos da Avenida Vasco da Gama.

Atualmente, Salvador conta com 32 passarelas sob a responsabilidade da Desal – eram 40, mas oito já são administradas pela CCR, concessionária que administra o metrô. Recentemente, foi beneficiada a passarela da Avenida Centenário, com a substituição da passarela que dá acesso ao shopping da região. As ações preventivas e corretivas ocorrem periodicamente, através do georreferenciamento dos equipamentos, o que dá celeridade às ações. Há ainda reforço da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), que realiza varrição e lavagem.

 

 

Faça um comentário
Continue Reading

MOBILIDADE

Obras do BRT provocam alterações em pontos de ônibus na ACM

Published

on


Em função das obras de implantação do trecho um do projeto do BRT, a Prefeitura informa que serão necessárias alterações em pontos de ônibus e no fluxo de pedestres entre as proximidades da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) e da Comercial Ramos, nas vias principal e marginal da Avenida ACM, no sentido Cidade Jardim. Essas alterações começam a valer a partir de 1º de agosto, e terão um impacto mais significativo na rotina de quem circula a pé. As mudanças, no entanto, são fundamentais para garantir a segurança da população durante o período de obras, que envolvem a construção de elevados, viadutos, ciclovia e corredores exclusivos de tráfego.

O projeto do BRT vai promover avanços na mobilidade tanto para quem anda de transporte público quanto de carro, de bicicleta ou mesmo a pé, solucionando problemas de engarrafamento e oferecendo mais qualidade de vida, na medida em que as pessoas irão perder menos tempo no trânsito nessa que é a área mais movimentada da cidade. Ou seja, os benefícios no futuro próximo serão consideravelmente maiores do que os eventuais transtornos do presente. Algumas melhorias, por sinal, já serão notadas mesmo durante o período de obras.

No trecho entre a IURB e o Centro de Atenção à Saúde Professor Doutor José Maria de Magalhães Neto (Cepred), por exemplo, a calçada à esquerda da via marginal será revitalizada e alargada, corrigindo problemas de ondulações e facilitando o trânsito de pessoas com mobilidade reduzida, sobretudo cadeirantes.

Já o canteiro por onde passa o canal Camarugipe, depois do Cepred e até a Comercial Ramos, será isolado com tapumes por questões de segurança, tanto na via marginal como na ACM. Ou seja, não será mais permitida travessia pedestres nessa área. A travessia da pista marginal para as vias principais, e vice-versa, só poderá ser feita pelas extremidades, por fora da área tapumada.

O estacionamento que existe em frente às lojas de automóveis, antes do Cepred, será retirado para a ampliação da calçada. Além disso, lombofaixas serão implantadas para permitir o acesso seguro à unidade de saúde. Não haverá alterações no fluxo para automóveis nesse trecho e nem a retirada do estacionamento de Zona Azul que fica ao longo da pista marginal depois do Cepred.

Pontos de ônibus – Em função do isolamento por tapume de toda essa área em obras, o ponto de ônibus localizado na Avenida ACM em frente à Igreja Mundial do Poder de Deus será deslocado para perto da faixa de pedestre e da sinaleira que ficam 350 metros mais adiante, no sentido Comercial Ramos. Quem atualmente pega o ônibus neste local terá como opção o novo ponto mais à frente ou aquele situado nas imediações da IURD, que não sofrerá modificação.

Já o ponto de ônibus da região do Cidadela, que tem baixo movimento e fica em trecho onde haverá obras, será suprimido. Quem pega o transporte público nesse local terá como opção o ponto que fica mais adiante, logo depois da sinaleira que permite a travessia segura para o McDonald’s. Uma segunda opção é a outra parada de ônibus próxima à Comercial Ramos, que também não sofrerá modificação. Vale frisar que não haverá mudanças no itinerário de linhas do transporte público.

Fluxo para automóveis – Nessa etapa de alterações, que deve durar um ano, não haverá mudanças significativas no fluxo viário para quem utiliza o automóvel. Em função da área tapumada ocupar parte da via ACM, a pista principal será alargada, preenchendo também o canteiro central. As obras de preparação para o início das alterações têm início esta semana, mas as mudanças temporárias só serão implementadas a partir de 1º de agosto.

As pistas de entrada e saída de veículos da via marginal, na área do Cidadela (após o retorno da Polêmica), serão fechadas. Outra informação importante é que a velocidade máxima tanto na marginal quanto na principal, em ambos os sentidos da ACM, será de 40km/h enquanto durarem as intervenções (hoje os limites são de 60km/h e 70km/h, respectivamente). Essa modificação temporária é necessária por questões de segurança, já que haverá tráfego de veículos pesados e obras próximas às faixas de rolagem.

Todas essas mudanças serão sinalizadas pela Prefeitura, que intensificará a presença de agentes de trânsito no local para orientar os motoristas no início das alterações. A sinalização será tanto vertical quanto horizontal, para motoristas, pedestres e usuários de transporte público. Essa comunicação visual será reforçada com monitores digitais da Transalvador e distribuição de panfletos, além de campanha publicitária.

Novo modal – O projeto do BRT envolve melhorias na mobilidade, infraestrutura e no transporte públicas das avenidas Vasco da Gama, Juracy Magalhães Júnior e ACM, na área mais movimentada da cidade, com alta empregabilidade e densidade populacional. O primeiro trecho, que está em fase inicial de obras, a cargo do Consórcio BRT, liga as regiões do Parque da Cidade e do Iguatemi.

Serão construídos dois viadutos direcionais nos acessos ao Parque da Cidade e ao Cidade Jardim; dois elevados paralelos na região do Cidadela; dois viadutos na área do Hiperposto; e mais um elevado no Iguatemi que permitirá a integração do BRT com a estação de metrô. Essas estruturas visam melhorar a mobilidade na região, eliminando cruzamentos, semáforos e engarrafamentos.

Além disso, graças aos viadutos e elevados, será possível a criação de duas faixas expressas em cada sentido da Avenida ACM, aproveitando as pistas de rolagem existentes hoje, por onde automóveis poderão transitar sem passar por sinaleiras, de forma livre. Duas faixas feitas em concreto irão assegurar a circulação dos ônibus especiais e com ar-condicionado do BRT, também sem pegar trânsito ou sinaleira.

As pistas lindeiras (duas de cada lado da ACM, nas marginais) irão permitir o acesso às residências, estabelecimentos comerciais e bairros no entorno, bem como a travessia de pedestres em faixas com sinaleiras e o acesso às estações do BRT, que ficarão sob os elevados. Haverá ainda uma ciclovia segregada em toda a extensão do novo modal de transporte.

Uma passarela nova será construída em frente à região do Iguatemi, sobre a Praça Newton Rique. E a passarela do Hospital Teresa de Lisieux será substituída por uma nova, dentro dos padrões universais de acessibilidade. Vale lembrar ainda que as obras do BRT irão acabar não só com os engarrafamentos nessa região por onde circulam 340 mil pessoas diariamente apenas de transporte público, mas também com os alagamentos que frequentemente atingiam vias como a ACM em períodos chuvosos.

 

Foto : Max Haack/ Agecom

 

Faça um comentário
Continue Reading

MOBILIDADE

Linha 2 do metrô terá horário modificado neste fim de semana

Published

on

Quem acessar a Linha 2 do metrô neste fim de semana perceberá a diferença no tempo de espera em Salvador. A CCR Metrô Bahia anunciou nesta sexta-feira, 13, que irá realizar um serviço na via entre as estações Acesso Norte e Detran.

A intervenção será realizada a partir das 22h deste sábado, 14, até as 5h desta segunda, 16.

A linha, que vai do Acesso Norte até o Aeroporto, terá um intervalo entre os trens de até 20 minutos. Já a Linha 1, que segue da Lapa até Pirajá, não será afetada por este serviço.

informações do A Tarde On Line

Faça um comentário
Continue Reading

publicidade

Advertisement

politica

segurança

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região