Connect with us

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Campanha intensifica combate ao transporte escolar clandestino

Uma campanha de combate ao transporte escolar clandestino foi iniciada na manhã desta sexta-feira (1º), com o objetivo de alertar e conscientizar os pais e os donos de escolas sobre a importância de contratar os serviços de transporte escolar credenciados e vistoriados, conforme o artigo 136 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A iniciativa é realizada pela Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), por meio da Coordenação de Táxis e Transportes Especiais (Cotae), e em parceria com o Sindicato de Transportadores Escolares e Turístico do Estado da Bahia (Sintest-Ba).

No primeiro dia, a ação contou com a distribuição de panfletos informativos e abordagens dos agentes de transporte na região dos Barris. Os agentes reforçaram a importância de o transporte escolar ser realizado por veículos que possuam toda condição operacional necessária para oferecer a segurança dos alunos.

“Esse é um trabalho de conscientização e prevenção. Quando os pais ou responsáveis contratam o serviço de transporte regularizado e credenciado pela Prefeitura, é porque esse veículo foi vistoriado e atendeu aos requisitos de segurança, documentação e higiene. Isso evita que a vida dessas crianças sejam colocadas em risco e garante a segurança e proteção desses menores”, afirma o titular da Semob, Fábio Mota.

“Essa ação é importante para que os pais e donos de escolas fiquem mais atentos ao contratar o serviço de transporte que o filho irá utilizar, para evitar qualquer tipo de incidente. Para certificar se o condutor do transporte escolar passou por vistorias, basta acessar o site da Semob e clicar na pasta de Transporte Escolar”, complementa o agente de fiscalização da pasta, Genival Melo.

A presidente do Sintest-Ba, Simone Rosa, conta que já presenciou casos de crianças serem transportadas em porta-malas de veículos e reforça a necessidade da denúncia, que pode ser feita através do Fala Salvador, no telefone 156. Além disso, ela dá algumas dicas para identificar um transporte clandestino. “Geralmente são carros de passeio, em algumas situações até carros maiores, que não são padronizados. Não possuem a faixa amarela indicando que se trata de um transporte escolar, nem o número do alvará que é gerado pela Semob”, alerta.

Vistoria – As vans escolares devem passar por vistorias obrigatórias, conforme artigo 136 do Código de Trânsito Brasileiro. Na ocasião, são inspecionados a higiene, estado de conservação, condições de tráfego, controlador de velocidade (tacógrafo) e regularidade dos equipamentos de segurança, cartão de identificação, carteira de identidade, comprovante de residência, licenciamento atualizado, carteira de identidade, carteira de habilitação classe D, entre outros itens.

O motorista que desejar credenciar o veículo para atuar como transporte escolar, basta se dirigir à Cotae, localizada na Avenida Vale dos Barris, 501, Barris, munido dos documentos pessoais como RG, CPF e comprovante de residência, além dos documentos do veículo. Para o credenciamento, dentre outras exigências, o veículo tem que possuir, pelo menos, sete anos de vida útil, ter portas deslizantes e, no mínimo, sete lugares.

Fiscalização – As atividades de combate ao transporte clandestino estão previstas na Lei Municipal 9.066/2016 e acontecem rotineiramente em Salvador. Os veículos irregulares são apreendidos e pagam multa no valor de R$ 2,5 mil, na primeira ocorrência. No caso de reincidência, o valor é dobrado.

Além da multa, o motorista precisa pagar pela remoção do veículo, que varia de R$309,27 a R$804,09, a depender do porte, e diária no pátio da Transalvador, que vai de R$49,48 a R$841,21. No ano passado, foram apreendidos cerca de 150 veículos clandestinos fazendo o transporte escolar irregular.

Faça um comentário

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Castelo Branco recebe nesta terça-feira (19) o Prefeitura-Bairro Itinerante

Os moradores de Castelo Branco serão contemplados, nesta terça-feira (19), com o projeto Prefeitura Bairro Itinerante, com atendimentos e serviços gratuitos para toda comunidade. O evento será realizado na Escola Municipal Conselheiro Luiz Rogério, localizada na Rua Pedro Damiense de Oliveira nº 90, 3º etapa, das 9h às 12h. Neste período, os interessados devem se dirigir ao local portando carteira de identidade, CPF e comprovante de residência.

Entre os mais de 50 serviços que serão disponibilizados, o público vai contar com cadastramento e atualização do Minha Casa, Minha Vida, Primeiro Passo e Bolsa Família. Quem está fora do mercado de trabalho terá a oportunidade de fazer seu cadastro no banco de vagas do Serviço de Intermediação de Mão de obra (SIMM). Serviços de saúde como aferição da pressão arterial e teste glicêmico também serão ofertados à população.

Segundo o secretário das Prefeituras-Bairro, Luiz Galvão, a ideia do projeto é levar os principais serviços das sedes para as localidades mais afastadas da região. “O projeto reúne os principais serviços das Prefeituras-Bairro, levando-os para as regiões mais afastadas dos bairros de Salvador. Um projeto eficaz que, em quatro horas, consegue atender até 1.500 pessoas”, explicou .

Faça um comentário
Continue Reading

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Exporural acontece até domingo (18) no Parque de Exposições

Considerada uma das maiores feiras agropecuárias do Norte-Nordeste, a Exporural chega à 20ª edição com uma programação diversificada para os visitantes. Até domingo (18), a feira deve receber cerca de 100 mil pessoas no Parque de Exposições de Salvador. Uma das opções da Exporural é o setor de cachaças, no qual é possível encontrar a bebida nas mais sofisticadas formas de produção.
O revendedor da bebida destilada Raimundo Freire é responsável pelo maior estande do produto na feira. Estão expostas cachaças produzidas por mais de 40 produtores de diversas partes do estado. “Aqui é um reduto para a cachaça baiana. É uma área voltada para mostrar o potencial da cachaça. Hoje, por exemplo, iremos servir uma rabada feita com cachaça”, afirma.
Segundo Raimundo, o município de Abaíra ainda é um dos principais produtores do destilado no país. Na Exporural, os valores da garrafa da bebida variam entre R$ 30 e R$ 70. “Nós proporcionamos uma experiência para que as pessoas conheçam e entendam como é a produção de cachaça na Bahia. Além disso, temos drinks que são feitos com esse destilado e lembramos sempre que, mais do que simplesmente beber, é importante conhecer essa produção baiana”, acrescenta.
Agricultura familiar 
Os visitantes também podem encontrar na Exporural produtos oriundos da agricultura familiar. Estão reunidos no local 30 empreendimentos do segmento, que valorizam a cultura de cada parte do estado. Com apoio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e da Bahia Pesca, os produtores integram uma parceria com a Caravana da Coragem.
Entre os expositores está a pescadora Maria Aparecida, que trouxe peixes e derivados para serem comercializados. A produção é resultado do trabalho de 53 famílias que vivem em Sobradinho e que foram beneficiadas em dois editais do Bahia Produtiva.
Itens como linguiça de tilápia, filé de tilápia e caldo de peixe estão disponíveis. “Os nossos produtos são oriundos da região do Rio São Francisco. São esses produtos que garantem o sustento das famílias. A gente espera que as pessoas venham conhecer e comprar nossa produção. A Exporural é uma oportunidade para a gente fazer novas parcerias também”, destaca Maria Aparecida.
Adab
No estande da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), estudantes das redes pública e privada de ensino recebem orientações sobre consumo e origem da carne bovina. Segundo a médica veterinária da Adab, Irma do Amor, cerca de três mil crianças participam da atividade proposta.
“O nosso propósito é integrar essas crianças dos centros urbanos ao meio rural. Para isso, despertamos a importância que esse segmento tem na vida delas. A gente alia lazer, entretimento e educação. Aqui, por exemplo, elas aprendem porque não consumir carne sem o carimbo de inspeção. E essa informação será multiplicada com seus familiares”, explica.
A feira 
A expectativa dos organizares da Exporural é movimentar R$ 10 milhões com leilões e vendas indiretas de animais, maquinários e implementos agrícolas. O ingresso custa R$ 10. Crianças de até 10 anos e adultos com mais de 60 anos têm entrada gratuita.
Faça um comentário
Continue Reading

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Sarau de Itapuã apresenta o protagonismo feminino no Samba

A Casa da Música, espaço administrado pela Secretaria de Cultura do Estado (Secult), receberá, nesta segunda-feira (19), mais uma edição do “Sarau de Itapuã”, que já virou tradição na Lagoa do Abaeté, onde acontece o evento a cada quinze dias. Nesta edição, o sarau contará com a participação especial do Grupo Yayá Massemba (Samba de Mulheres do Vale Capão), de Verônica Dumar e da dupla Cissa Paz e Christylez Bacon. O acesso é gratuito e a programação tem início às 17h.

Assista o CajazeirasPLAY – Vídeos exclusivos Click AQUI

Antes das apresentações musicais, o cantor e compositor Flavio Vigata ministrará a palestra “Sua Carreira Musical na Era Digital”, com o objetivo de despertar o empreendedorismo entre criadores e produtores musicais, com foco nas oportunidades no ambiente digital.

Banda Yayá Massemba – Com repertório que transita por clássicos atemporais do samba e músicas autorais, a banda Yayá Massemba promove a valorização da tradição do samba da Bahia e visa dar visibilidade ao protagonismo da mulher no samba. Inspiradas pelo MPB, as musicistas Ive Farias, Ana Tomich, Priscilla Oliveira e Bhakti Eloi irão comandar o samba de roda, dando espaço para que outras mulheres também possam fazer parte desse movimento. A banda já realizou cerca de 60 apresentações, principalmente, em Salvador e cidades da Chapada Diamantina.

Verônica Dumar – A cantora e compositora baiana canta Bossa Nova e Samba, além de interpretar músicas de compositores baianos que enriquecem o cenário musical. Entre os seus trabalhos autorais destacam-se “Morena do Mar”, “Minha missão” e “Os quinhentos anos do Brasil”. Recentemente, foi convidada a participar da Semana Cultural de Portugal, em Salvador, interpretando no seu show, além de suas composições, o Fado, conhecido estilo musical português.

Cissa Paz e Christylez Bacon – A cantora e o multi-instrumentista se conheceram em um evento artístico em Washington, nos Estados Unidos, em 2011, e desde então eles vêm fazendo inúmeras performances. Cissa é cantora, compositora brasileira baseada nos EUA, e tem apresentado a música brasileira fora do país com uma performance eclética marcada pelo som do jazz Americano e suas fortes influências regionais do Brasil. Já Christylez é um artista americano de Hip-Hop Progressivo e multi-instrumentista, que se apresenta com o tambor africano djembe, no violão ou no beat-box, enquanto recita versos rítmicos como um trovador.

Espaços Culturais da Secult 
A Secretaria de Cultura do Estado(Secult) mantém 17 espaços culturais geridos pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC), e localizados em diversos Territórios de Identidade. Destes, cinco encontram-se em Salvador – Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia, Casa da Música de Itapuã, Centro de Cultura de Plataforma e Espaço Cultural Alagados – e 12 nos municípios de Alagoinhas, Feira de Santana, Guanambi, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mutuípe, Porto Seguro, Santo Amaro, Valença e Vitória da Conquista. Para mais informações, acesse o site.
Faça um comentário
Continue Reading

Publicidade:

Anúncio
Advertisement

politica

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região