Connect with us

ESPORTE

Ciclista bicampeã olímpica fica paraplégica após acidente

Published

on

A campeã olímpica e mundial de ciclismo de sprint da Alemanha Kristina Vogel ficou paraplégica depois de uma séria queda nos treinos em junho, disse ela a uma revista alemã em uma entrevista.

“É uma merda, não há outro jeito de colocar isso. Não importa como você o empacote, não posso mais andar”, disse Der Spiegel, segundo a agência. “Mas acredito que quanto mais cedo você aceitar uma nova situação, mais cedo aprenderá a lidar com ela”, acrescentou.

A policial em meio período Vogel sofreu graves lesões na coluna depois de colidir com outro ciclista enquanto treinava no Cottbus Sport Center Velodrome, em junho.

A atleta de 27 anos já havia sofrido ferimentos graves quando foi atingida por um microônibus em 2009, sendo colocada em coma induzido, mas lutou para ganhar o ouro olímpico no sprint da equipe de ciclismo de pista em Londres em 2012.

Nas Olimpíadas do Rio, quatro anos depois, ela ganhou o ouro no sprint individual, apesar de sua sela quebrar a 60 quilômetros por hora a poucos metros do fim. Vogel ganhou 11 títulos mundiais – um recorde que ela divide com a australiana Anna Meares. Ela também tem três ouros títulos europeus.

Notícias de sua condição chocaram o mundo do ciclismo. A União Internacional de Ciclismo (UCI), órgão administrativo mundial de ciclismo, divulgou um comunicado nesta sexta-feira. “A UCI gostaria de expressar sua solidariedade e apoio a Kristina Vogel nos tempos difíceis que ela tem enfrentado desde desde o acidente no Velódromo de Cottbus, em junho.

Kristina não foi capaz de usar as pernas desde o acidente, deixando-a incapaz de andar e, naturalmente, impedindo-a de retomar sua carreira esportiva. Esta é uma situação triste para o ciclismo de pista e o esporte. Sua determinação e bom humor são bem conhecidos e apreciados por todos, e nós da UCI não temos dúvidas de que ela fará uso total dessas qualidades notáveis ​​em sua reabilitação.”

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Mistério: Tom Araujo deixa a Presidência da Copa Champions Britas

Published

on

Sem citar o motivo da saída, Tom Araujo deixa a presidente da Copa Champions Britas, a saída foi oficializada pelas redes sociais na tarde desta quarta-feira (10), Consolidada como um dos maiores Campeonatos de Várzea de Cajazeiras, a campeonato é realizado sempre no segundo semestre do ano, atrai centenas de torcedores.

Tom Araujo deixa a presidência da Champions Britas, depois de dois anos de uma gestão que colocou o Campeonato entre um dos maiores da região com um publico que chegava a quase mil pessoas por rodadas, números que chamaram a atenção de grandes veículos de comunicação como a Tv Bahia que gravou matérias exclusivas para o Globo Esporte, os jogos também tinham a cobertura do Cajazeiras Esporte, sempre com matérias exclusivas e transmissões AO VIVO que podem ser vistas no You Tube;

Tom Araujo divulgou a noticia da sua saída nas redes sociais; Veja:

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Despedida!! Gostaria de agradecer a Deus aos comerciantes (Equipe de diretoria Champions BRITAS) sem eles não seria possível, e principalmente ao público do campeonato, pelos meus dois anos como presidente dessa liga ,que todos sabem e vivenciaram minha dedicação, amor e cuidado que tenho pela Champions britas. Por algum motivo no qual não vou citar, estou me afastando desse projeto maravilhoso que meu irmão e amigo @victorlssantosba meu deu a honra de dar continuidade e foi com ajuda dele dois anos de sucesso. Quero agradecer ao povo que em todo momento me pede pra continuar, me incentivando, quem sabe um dia? Deus é o dono das nossas vidas e sabe como fazer tudo . Abraço do presidente colocado lá pelo povo, e autorizado pelo antigo presidente @victorlssantosba . Ton Araújo.

Uma publicação compartilhada por Ton Araujo (@ton.araujo.98) em

 

Faça um comentário
Continue Reading

E.C. BAHIA

Da Série C à titular do Vitória: Léo Ceará se surpreende com guinada na vida

Published

on

Em poucos dias, a vida do centroavante Léo Ceará mudou completamente. Formado nas categorias de base do Vitória, o jogador de 23 anos não teve chances na equipe principal e acabou sendo emprestado seguidas vezes. Após se destacar no Confiança em 2018, ele retornou para a equipe baiana e nos treinos conquistou o técnico Paulo Cézar Carpegiani para assumir o posto de titular. A aposta do treinador tem surtido efeito e o atacante tem dois gols, em três jogos pelo Leão.

– Teve um coletivo contra o sub-23. Depois do coletivo, no outro dia, ele falou que a gente ia jogar contra o Flamengo, no Maracanã. Eu e os dois meninos da base. Ficamos felizes. Não esperávamos já chegar jogando de início, mas, graças a Deus, Carpegiani optou por colocar a gente. E agora a gente conseguiu manter. É continuar trabalhando para manter sequência boa – disse Léo em entrevista ao GloboEsporte.com.

Apesar de ter feito uma boa passagem pelo Confiança, quando marcou 16 gols nesta temporada, sendo nove na Série C, vice-artilheiro da competição, Léo não esperava assumir uma vaga de titular tão rápido no Vitória.

– Não esperava. Estava no Confiança, jogando Série C, onde eu fui muito bem, artilheiro da equipe, um dos artilheiros da Série C. Poder voltar assim…Não esperava já chegar jogando, mas, graças a Deus, Carpegiani me deu a oportunidade e eu pude corresponder à altura fazendo gols e ajudando a equipe.

Além dos gols, Léo Ceará tem ganhado elogios pela entrega em campo e versatilidade. Contra o América-MG, ele foi deslocado para jogar aberto pelo lado esquerdo quando André Lima entrou no time, já que o Vitória tinha um jogador a mais com a expulsão de Rafael Moura.

– Ele [Carpegiani] me puxou para o lado porque eu já tinha jogado algumas vezes pelo lado do campo, então não teria dificuldade. Acabei cansando um pouco no segundo tempo e também pelo cartão que tomei acabei substituído. […] Eu sou centroavante de origem, de referência. Mas se precisar, vou estar à disposição para tentar ajudar da melhor forma possível.

Contrato renovado

Antes de ganhar espaço no time titular do Vitória, Léo prorrogou o contrato com a equipe. No final de agosto, o clube anunciou a renovação do vínculo com o centroavante até dezembro de 2020.

– Recebi algumas propostas depois da Série C, mas como eu tinha contrato com o Vitória, tinha que voltar para o clube. E depois que voltei a diretoria me procurou para renovar o contrato. Estou muito feliz pelo momento, e é continuar trabalhando para continuar ajudando o Vitória. [A renovação veio] Pelo campeonato que eu fiz no Confiança, o clube já tinha interesse em renovar. E antes de eu atuar eu já tinha renovado o contrato – conta.

Léo Ceará também atribui o bom momento ao técnico Paulo Cézar Carpegiani. O centroavante elogiou a dedicação do treinador, principalmente com a organização da equipe. Até aqui, Carpegiani tem duas vitórias e duas derrotas no comando do Vitória.

– É um treinador vitorioso. Foi vitorioso como atleta e treinador. Ele dá muitos conselhos, ajuda também na parte tática, procura corrigir tudo que está errado no treino, para para corrigir. Acho que isso está fazendo a diferença dentro de campo. Ele para bastante os treinos para explicar e a gente possa entender. Acho que a gente vem fazendo nos jogos o que está treinando e por isso tem dado certo.

Esperança de gols do Vitória, Léo tem nova oportunidade de mostrar serviço na próxima quinta-feira, quando o Vitória enfrenta o Fluminense, no Maracanã, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida está marcada para as 19h (horário de Brasília).

Faça um comentário
Continue Reading

ESPORTE

Gari atleta dá dicas para fazer boa prova na Maratona Cidade de Salvador 2018

Published

on

A pouco mais de um mês da Maratona Cidade de Salvador 2018, Luciano Carvalho, de 33 anos, o atleta gari, dá dicas para fazer uma boa prova no dia 23 de setembro. Há sete anos, a corrida faz parte da vida dele. Mas foi na primeira edição do evento, no ano passado, que ele conquistou o primeiro lugar, na categoria (21k), colocação que lhe rendeu a premiação de R$ 3 mil.

Gari, Carvalho se dedica a limpar as ruas da Barra, bairro onde atua. Nem mesmo o trabalho cansativo esgota o ânimo do profissional, que tira entre 2h e 2h30 diárias para treinar, com direito a um dia de descanso durante a semana para relaxar a musculatura. O rapaz garante que come de tudo um pouco, de maneira moderada, mas o que não pode faltar é o feijão e a farinha. “Se não tiver farinha, eu fico louco”, brinca.

Para ele, treino constante, com o apoio de um educador físico, boas horas de sono, hidratação e pensamento positivo são ações importantes para a realização de uma boa competição. “Eu sempre penso na vitória, isso me motiva. Quando não ganho, agradeço e reconheço que foi uma oportunidade para que outros ganhassem”, afirma.

A conquista da meia maratona na edição passada o motivou a disputar os 42k esse ano, distância que ele encara como um desafio prazeroso. “Eu estou confiante, vai ser um momento de autoconhecimento. Desde que comecei a correr, passei a ter muito mais disposição. O esporte é essencial para a vida e eu incentivo todos a praticar. Inclusive, muitos me dizem que começaram a correr depois que viram o meu exemplo”, conta.

Treino – Educador físico e especialista em treinamento desportivo, Elquisson Castro diz que a primeira orientação para quem vai fazer os 42 quilômetros da prova é ter noção da distância que irá correr. O segundo passo é procurar um profissional especializado em atletismo que possa guiar o participante no trajeto.

O acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, composta por nutricionista, cardiologista e psicólogo também é importante. “Iniciantes costumam fazer a prova em um tempo de 5h, em média, por isso o aspecto psicológico pesa muito. Às vezes, o esportista nem está cansado, mas sente vontade de parar, de desistir da prova”, afirma Castro.

Outra dica importante, segundo ele, é respeitar as etapas. É desaconselhável para quem nunca correu se programar para os 42k, distância para a qual a recomendação é de treino de seis a oito meses para que não ocorra qualquer tipo de lesão. O preparo também envolve a prática de outros exercícios no dia livre, que podem ser musculação, pilates ou RPG, dentre outros.

Dia da prova – Para o dia da prova, o preparador físico recomenda hidratar bastante, principalmente porque Salvador é uma cidade quente. Também é necessário evitar roupas escuras e tênis preto, porque absorvem a luz solar e a transformam em calor. Óculos escuros também ajudam a proteger dos raios solares, bem como o protetor solar, boné e camisas. O uso de GPS, para checar a distância e a velocidade ideal, fica a cargo do esportista.

Alimentação – Todos os nutrientes são importantes para o atleta, mas o combustível-chave para uma boa performance, segundo a nutricionista Ana Kelly Amaral, são os carboidratos, presentes em frutas, hortaliças, pães, massas e raízes. Em seguida, vêm as gorduras e proteínas, necessárias para a recuperação muscular e reparação dos tecidos.

Noventa minutos antes do alongamento ou da atividade física complementar, o ideal é ingerir carboidratos, cerais e raízes, como aveia, aipim, batata doce, inhame e pães. Trinta minutos antes da corrida, durante os treinos, é indicada a ingestão de suplemento nutricional a base de carboidrato em pó ou frutas como pera e banana.

Nesse momento que antecede a corrida, o consumo de alimentos gordurosos e ricos em proteína deve ser evitado, por proporcionar uma digestão mais lenta, o que pode resultar em desconforto gástrico. Durante as corridas com distância maior que 10k ou com tempo superior a 60 minutos, Ana Kelly sugere repor o carboidrato a cada hora, por meio da ingestão de alimentos como rapadura, banana-passa, uva-passa, mel ou suplementos indicados.

Hidratação – Trinta minutos antes da prova é indicado ingerir entre 250ml a 300ml de água. Durante a prova, a média de ingestão deve ser em torno de 500ml por hora, desde que respeite a tolerância. “É preferível água pura ou até mesmo com carboidrato em pó diluído, se o atleta preferir. Após a prova, pode ingerir água de coco, água, isotônicos ou sucos naturais”, acrescenta a nutricionista.

A hidratação insuficiente pode causar redução da força muscular, aumento do risco de cãibras e hipertermia e, consequentemente, a queda no desempenho. Para prevenir a desidratação é necessário repor líquido antes, durante e após o exercício físico.

Competição – Com largada e chegada no Farol da Barra, a Maratona Cidade de Salvador 2018 terá a maior premiação do país, com a distribuição de R$ 163 mil aos vencedores. Já inserida no calendário oficial das corridas de rua do país, a competição abrange as modalidades de 5k, 10k, 21k (Meia Maratona) e 42k (Maratona). Quem participar da categoria 42k terá o resultado catalogado no Ranking Brasileiro de Maratonas.

Os maratonistas que ficarem em primeiro lugar na Categoria Geral Masculina e Feminina levam para casa R$22 mil. A segunda colocação leva R$11 mil; a terceira, R$9 mil; e a quarta e quinta posições levam R$7 mil e R$5 mil, respectivamente.

Para os que competem na Meia Maratona, os prêmios são de R$ 8,5 mil para o 1° lugar; R$ 5,5 mil para o 2° lugar; R$ 3,5 mil para o 3° lugar; R$ 2,5 mil para 4° lugar; e R$ 1,5 mil para o 5° lugar.  Para o 1° lugar Feminino e Masculino dos 5k e 10k, o prêmio em dinheiro será de R$ 1 mil.

O regulamento completo, os mapas com os percursos e as inscrições estão disponíveis no site www.maratonasalvador.com.br. As inscrições estão limitadas ao número máximo de 7 mil participantes.

Faça um comentário
Continue Reading

publicidade

Advertisement

politica

segurança

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região