Connect with us
   

ESPORTE

Gari atleta dá dicas para fazer boa prova na Maratona Cidade de Salvador 2018

A pouco mais de um mês da Maratona Cidade de Salvador 2018, Luciano Carvalho, de 33 anos, o atleta gari, dá dicas para fazer uma boa prova no dia 23 de setembro. Há sete anos, a corrida faz parte da vida dele. Mas foi na primeira edição do evento, no ano passado, que ele conquistou o primeiro lugar, na categoria (21k), colocação que lhe rendeu a premiação de R$ 3 mil.

Gari, Carvalho se dedica a limpar as ruas da Barra, bairro onde atua. Nem mesmo o trabalho cansativo esgota o ânimo do profissional, que tira entre 2h e 2h30 diárias para treinar, com direito a um dia de descanso durante a semana para relaxar a musculatura. O rapaz garante que come de tudo um pouco, de maneira moderada, mas o que não pode faltar é o feijão e a farinha. “Se não tiver farinha, eu fico louco”, brinca.

Para ele, treino constante, com o apoio de um educador físico, boas horas de sono, hidratação e pensamento positivo são ações importantes para a realização de uma boa competição. “Eu sempre penso na vitória, isso me motiva. Quando não ganho, agradeço e reconheço que foi uma oportunidade para que outros ganhassem”, afirma.

A conquista da meia maratona na edição passada o motivou a disputar os 42k esse ano, distância que ele encara como um desafio prazeroso. “Eu estou confiante, vai ser um momento de autoconhecimento. Desde que comecei a correr, passei a ter muito mais disposição. O esporte é essencial para a vida e eu incentivo todos a praticar. Inclusive, muitos me dizem que começaram a correr depois que viram o meu exemplo”, conta.

Treino – Educador físico e especialista em treinamento desportivo, Elquisson Castro diz que a primeira orientação para quem vai fazer os 42 quilômetros da prova é ter noção da distância que irá correr. O segundo passo é procurar um profissional especializado em atletismo que possa guiar o participante no trajeto.

O acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, composta por nutricionista, cardiologista e psicólogo também é importante. “Iniciantes costumam fazer a prova em um tempo de 5h, em média, por isso o aspecto psicológico pesa muito. Às vezes, o esportista nem está cansado, mas sente vontade de parar, de desistir da prova”, afirma Castro.

Outra dica importante, segundo ele, é respeitar as etapas. É desaconselhável para quem nunca correu se programar para os 42k, distância para a qual a recomendação é de treino de seis a oito meses para que não ocorra qualquer tipo de lesão. O preparo também envolve a prática de outros exercícios no dia livre, que podem ser musculação, pilates ou RPG, dentre outros.

Dia da prova – Para o dia da prova, o preparador físico recomenda hidratar bastante, principalmente porque Salvador é uma cidade quente. Também é necessário evitar roupas escuras e tênis preto, porque absorvem a luz solar e a transformam em calor. Óculos escuros também ajudam a proteger dos raios solares, bem como o protetor solar, boné e camisas. O uso de GPS, para checar a distância e a velocidade ideal, fica a cargo do esportista.

Alimentação – Todos os nutrientes são importantes para o atleta, mas o combustível-chave para uma boa performance, segundo a nutricionista Ana Kelly Amaral, são os carboidratos, presentes em frutas, hortaliças, pães, massas e raízes. Em seguida, vêm as gorduras e proteínas, necessárias para a recuperação muscular e reparação dos tecidos.

Noventa minutos antes do alongamento ou da atividade física complementar, o ideal é ingerir carboidratos, cerais e raízes, como aveia, aipim, batata doce, inhame e pães. Trinta minutos antes da corrida, durante os treinos, é indicada a ingestão de suplemento nutricional a base de carboidrato em pó ou frutas como pera e banana.

Nesse momento que antecede a corrida, o consumo de alimentos gordurosos e ricos em proteína deve ser evitado, por proporcionar uma digestão mais lenta, o que pode resultar em desconforto gástrico. Durante as corridas com distância maior que 10k ou com tempo superior a 60 minutos, Ana Kelly sugere repor o carboidrato a cada hora, por meio da ingestão de alimentos como rapadura, banana-passa, uva-passa, mel ou suplementos indicados.

Hidratação – Trinta minutos antes da prova é indicado ingerir entre 250ml a 300ml de água. Durante a prova, a média de ingestão deve ser em torno de 500ml por hora, desde que respeite a tolerância. “É preferível água pura ou até mesmo com carboidrato em pó diluído, se o atleta preferir. Após a prova, pode ingerir água de coco, água, isotônicos ou sucos naturais”, acrescenta a nutricionista.

A hidratação insuficiente pode causar redução da força muscular, aumento do risco de cãibras e hipertermia e, consequentemente, a queda no desempenho. Para prevenir a desidratação é necessário repor líquido antes, durante e após o exercício físico.

Competição – Com largada e chegada no Farol da Barra, a Maratona Cidade de Salvador 2018 terá a maior premiação do país, com a distribuição de R$ 163 mil aos vencedores. Já inserida no calendário oficial das corridas de rua do país, a competição abrange as modalidades de 5k, 10k, 21k (Meia Maratona) e 42k (Maratona). Quem participar da categoria 42k terá o resultado catalogado no Ranking Brasileiro de Maratonas.

Os maratonistas que ficarem em primeiro lugar na Categoria Geral Masculina e Feminina levam para casa R$22 mil. A segunda colocação leva R$11 mil; a terceira, R$9 mil; e a quarta e quinta posições levam R$7 mil e R$5 mil, respectivamente.

Para os que competem na Meia Maratona, os prêmios são de R$ 8,5 mil para o 1° lugar; R$ 5,5 mil para o 2° lugar; R$ 3,5 mil para o 3° lugar; R$ 2,5 mil para 4° lugar; e R$ 1,5 mil para o 5° lugar.  Para o 1° lugar Feminino e Masculino dos 5k e 10k, o prêmio em dinheiro será de R$ 1 mil.

O regulamento completo, os mapas com os percursos e as inscrições estão disponíveis no site www.maratonasalvador.com.br. As inscrições estão limitadas ao número máximo de 7 mil participantes.

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Contra o preconceito, Lauro de Freitas sediou 1ª Copa Gay Nordeste

Após vencer o Bárbaros Futebol Clube de São Paulo (SP) por 3 a 2, o Bravus FC de Brasília (DF) sagrou-se campeão da 1º Copa Gay do Nordeste, realizada neste sábado (9) e domingo (10). Em clima de lacração, a partida foi disputada na Arena Golaço, em Buraquinho, no município de Lauro de Freitas. Seis times dos estados da Bahia, Sergipe, São Paulo e Brasília – Distrito Federal brigaram pelo troféu Jean Wyllys, uma homenagem ao ex-parlamentar, alvo de homofobia. A 1º Copa Gay Nordeste é uma organização do Dendê Futebol Clube Bahia e apoio da Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas.
Após a estreia de sábado (9) com muita fechação e habilidade nos pés, os times jogaram pelas fases semifinal e final neste domingo (10), além da premiação e encerramento. 100 atletas competiram durante os dois dias na modalidade Fut-7, esporte coletivo jogado entre dois times de sete jogadores cada, com a vitória de primeiro lugar para o Bravus FC (DF), seguido dos Bárbaros FC (SP) em segundo, Capital FC (DF) em terceiro, Dendê FC (BA) em quarto, e Natus FC (SP) e Araras FC (SE) nas quinta e sexta posições. O Dendê contou com uma torcida muito especial, as Mães Arco Iris, que vibravam na lateral do campo a cada lance.
Com assistência de materiais e logística, Uilson Souza, secretário Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Setrel), destacou o apoio da Prefeitura e o dinamismo do esporte. “Apoiamos a construção da Copa desde o início. Sabemos que o futebol pode quebrar várias barreiras, se tornando um espaço de inclusão universal. O esporte transforma vidas e aqui pudemos ver exemplos de conquistas e combate a preconceitos” enfatizou.
Lateral do Bárbaros, Alberto Hossoe conta que a Copa Gay Nordeste é o maior campeonato que o time já participou. “Nosso time completa um ano agora em março e é importante estarmos nesses espaços. O mercado esportivo é muito difícil para homossexuais, que existem em times tradicionais e não podem se assumir por questões de contratos e patrocínios. Esta é a nossa luta: diversidade e inclusão” pontuou.
Bola tocada, o zagueiro do Natus, Eduardo Ramos, falou sobre esporte e sexualidade. “Esta Copa e outras ligas são promovidas para dar visibilidade a pessoas que antes eram excluídas apenas por sua sexualidade. Demonstramos não só a competência de jogar, mas de que o esporte é para todos”, ressaltou.
Idealizada pelos jogadores do Dendê FC, a Copa Gay do Nordeste surge com intuito de expandir o esporte para minorias. “Pensamos o futebol como inclusão, e por isso, há mais de um ano começamos a reunir pessoas para criar um time gay. Fomos achando nomes que ajudaram no projeto e logo com a formação do time demos início a construção da 1º Copa Gay Nordeste, em que todos teriam que ser gays, homens trans ou bissexuais. O futebol é um meio de muito preconceito. Aqui, a bola representa o preconceito e nós chutamos ela” frisou Elivelton Brandão, vice-presidente do Dendê FC, primeiro time de futebol formado por homens gays na Bahia.
TORCIDA MUITO ESPECIAL
No passe da bola e cheias de amor, as “Mães Arco-íris” do coletivo de Salvador, demonstraram a força de uma torcida colorida. “Somos mães de LGBT’s e sabemos como apoio e respeito da família condiciona essas vidas. Quando nos tornamos mães por amor, todos os LGBT’s se tornam nossos filhos” disse Cristina Sarmento, integrante do coletivo.
O coletivo é de abrangência nacional e tem representação na Bahia com visando dar visibilidade à importância do amor, aceitação e suporte das mães na luta dos filhos LGBT’s. As mães promovem ações frequentes de combate a LGBTfobia.
informaçõies do Noticia Livre
Faça um comentário
Continue Reading

ESPORTE

Neymar ficará 10 semanas longe dos gramados

Após avaliação de médicos do PSG e da Seleção Brasileira, ficou constatado que a  lesão no pé direito deixará Neymar afastado dos gramados por mais de dois meses. O PSG anunciou nesta quarta-feira, em nota oficial, que o astro brasileiro não passará por cirurgia na região da fratura e passará por tratamento conservador. Ainda assim, o jogador só deve estar apto a jogar daqui a 10 semanas (dois meses e meio).

A notícia preocupa o PSG, que terá decisão contra o Manchester United, pelas oitavas-de-finais da Liga dos Campeões da Europa. Entretanto, se tudo progredir como esperado, Neymar não deve ser preocupação para Tite, na Copa América que acontece em junho, no Brasil.

Faça um comentário
Continue Reading

ESPORTE

MP recomenda manutenção de torcida única no primeiro Ba-Vi do ano

A recomendação por torcida única está mantida para o primeiro Ba-Vi da temporada 2019. Nesta segunda-feira, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) confirmou que a orientação passada para a Federação Bahiana de Futebol (FBF) e Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é de que apenas torcedores do Bahia tenham acesso à Arena Fonte Nova no próximo domingo, em clássico marcado para as 17h (de Salvador), pela 3ª rodada da Copa do Nordeste.

Em conversa com o GloboEsporte.com, o presidente da FBF, Ricardo de Lima, afirmou que a entidade vai acatar a recomendação do MP-BA.

Na temporada passada, apenas um Ba-Vi contou com torcedores das duas equipes no estádio. Em fevereiro, tricolores e rubro-negros marcaram presença nas arquibancadas do Barradão. Mas, no dia do clássico, foi registrado um confronto entre as torcidas organizadas de Bahia e Vitória na Baixa dos Sapateiros, região do Centro de Salvador, distante do estádio, horas antes da partida. Na briga, inclusive, uma guarnição policial precisou intervir com tiros disparados para o alto.

Houve ainda problemas nas dependências do Barradão. A torcida organizada do Vitória acessou uma área destinada a torcida do Bahia, enquanto a torcida tricolor depredou as dependências do estádio. Também ocorreu uma briga que envolveu torcedores do Bahia. Dentro de campo, os jogadores dos dois times se envolveram em uma confusão generalizada.

A recomendação por torcida única teve início em 2017, após confusões registradas no primeiro Ba-Vi daquele ano, promovido no dia 9 de abril, com torcida mista. Antes da partida, houve briga entre membros de organizadas do lado de fora da Arena Fonte Nova. No setor de torcida mista da arquibancada, não houve ocorrências de violência ou confusão. Após o confronto, um torcedor do Bahia foi morto e outro foi baleado em um posto de gasolina próximo ao estádio.

Na época da recomendação, quatro clássicos estavam marcados pelas finais do Baianão e semi da Copa do Nordeste. A opção por torcida única, apesar de rejeitada pelo Tricolor e pelo Rubro-Negro, foi acatada pela CBF, repassada à FBF, colocada em prática nas quatro partidas e também nos dois Ba-Vi’s do Campeonato Brasileiro.

Faça um comentário
Continue Reading
Advertisement

politica

segurança

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região