Connect with us
Anúncio

SAÚDE

Última semana da campanha de vacinação contra pólio e sarampo em Salvador

Published

on

Essa é a última semana da campana de vacinação conta pólio e sarampo na capital baiana. Cerca de 40 mil crianças entre um ano e menores de cinco anos ainda precisam se proteger no município. A baixa procura pelas doses preocupa o poder público uma vez que o país vive numa eminência de surto de sarampo e sob alerta para a volta da circulação do vírus da poliomielite.

“Ainda temos uma grande parcela de crianças desprotegidas em nossa cidade. É importante que pais e responsáveis deem conta da seriedade da situação epidemiológica no país e atendam o último chamado da Secretaria da Saúde para imunizar os pequenos”, alertou Doiane Lemos, subcoordenadora de Doenças Imunipreveníveis.

Até o momento, a campanha vacinou apenas 94 mil crianças na capital, número que corresponde a 71% da população elegível residente no município. A meta da gestão é proteger pelo menos 95% dos 134 mil pequenos que vivem em Salvador. As doses seguem disponíveis até sexta-feira, das 8h às 17h, em 125 unidades básicas da rede municipal.

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

SAÚDE

Hemóveis atendem nos shoppings Ponto Alto e Salvador Norte

Published

on

Os Hemóveis, unidades móveis da Fundação Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), realizam atendimento em dois centros comerciais da capital baiana desta terça (11) até sexta-feira (14), das 8h às 17h. Os interessados devem procurar o Shopping Ponto Alto, situado na Avenida São Rafael, e o Salvador Norte Shopping, localizado no bairro de São Cristóvão.
A estrutura móvel da fundação existe para descentralizar as coletas de bolsas de sangue e os cadastros de medula óssea. Os voluntários que desejam doar sangue devem ter entre 16 e 69 anos de idade, sendo que os menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal.
Pessoas com mais de 60 anos apenas poderão doar caso já tenham realizado alguma doação antes dos 60 anos. Além disso, o voluntário deve portar documento oficial com foto, estar em boas condições de saúde e pesar acima de 50 quilos.
Cadastro de medula óssea
Já os interessados em participar do cadastro de medula óssea devem ter entre 18 e 55 anos incompletos e ter boa saúde. Para o cadastro, é necessário preencher um formulário com dados pessoais e realizar a coleta de uma amostra de sangue com 5ml para testes de compatibilidade.
Os dados pessoais e os resultados dos testes serão armazenados em um sistema informatizado, que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante e, em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é chamado para novos exames complementares.

Faça um comentário
Continue Reading

SAÚDE

Semana de mobilização contra o Aedes começa próxima segunda (26)

Published

on

A partir desta segunda-feira (26), teve inicio à Semana Nacional de Mobilização de Combate ao Aedes aegypti”, que acontece até dia 30 de novembro, com dinâmicas educativas, panfletagem e visitas zoosanitárias nas áreas com maiores índices de infestação. A iniciativa faz parte do “Plano Verão sem Mosquito” e terá a abertura na Praça de Irmã Dulce, na Cidade Baixa, às 9h.

Dentre as ações do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), está a inspeção em bocas de lobo por toda a cidade com o objetivo de eliminar focos e criadouros do Aedes aegypti, durante o verão, estação que favorece a proliferação. “Estamos nos aproximando do maior período de risco, que é a estação do verão, nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril. A estratégia reforça a rotina de eliminação de criadouros para aumentar a cobertura do município”, afirma a subgerente das Arboviroses do CCZ, Isolina Miguez.

Nesta segunda-feira (26), os agentes de endemia vão realizar uma inspeção vetorial, a partir das 8h, nas matrizes africanas e hotéis da cidade. Os agentes também vão orientar a população que estiver transitando nas praças Municipal e Dois de Julho, no Centro, e na Estação de Trem da Calçada.

Durante a mobilização, os agentes de endemias da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realizarão visitas casa a casa, além de trabalhos de manejo ambiental, limpeza, remoção e descarte de lixo ou quaisquer outros materiais que possam se tornar criadouros, palitação de material reciclável, vistoria de depósitos elevados (como caixas d’água e calhas) e distribuição de material educativo. Os moradores das localidades trabalhadas devem colaborar com a iniciativa descartando entulhos e materiais inservíveis que podem ser colocados em frente às casas para recolhimento.

“Não basta só a visita do agente de saúde. É uma oportunidade de cada cidadão contribuir para manter as boas práticas de combate ao Aedes ao longo do ano dentro de suas próprias casas, trabalho e espaços de lazer”, explicou o chefe do Setor de Educação e Mobilização Social em Zoonoses, Péricles Pires.

Na sexta-feira (30), uma grande ação simultânea nos Distritos Sanitários Cabula, Subúrbio e Barra vai marcar o dia D da estratégia.

LIRAa – Pela segunda vez consecutiva, o Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa) apresentou redução da infestação do mosquito em Salvador. O Índice de Infestação Predial (IIP) da cidade passou de 2,6% (julho/2018) para 2,1% agora em outubro, ou seja, a cada 100 imóveis visitados, pouco mais de dois deles apresentaram focos do vetor.

Apesar da redução do indicador, Salvador permanece em estado de alerta para ocorrência de uma epidemia de dengue, zika vírus e chikungunya. De janeiro a outubro, a capital baiana registrou 1.310 casos prováveis de dengue, sendo 41 confirmados. Foram notificados ainda, 82 casos de Chikungunya e 75 de Zika, com confirmação de 11 e 18 casos, respectivamente.

Em 2018, os agentes de endemia visitaram mais de 1 milhão de imóveis em todos os bairros da cidade. Além disso, recolheram mais de 200 toneladas de entulho e material inservível.

 

 

Faça um comentário
Continue Reading

SAÚDE

Bolsonaro reitera que decisão sobre médicos cubanos é humanitária

Published

on

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, reiterou hoje (16) que a decisão de impor novas exigências aos profissionais cubanos, vinculados ao Programa Mais Médicos, tem razões humanitárias, para protegê-los do que considera “trabalho escravo” e preservar os serviços prestados à população brasileira. Ele garante que o programa não será suspenso.

Entre as medidas, estão fazer o Revalida – prova que verifica conhecimentos específicos na área médica, receber integralmente o salário e poder trazer a família para o Brasil. Cuba decidiu deixar o programa após as declarações de Bolsonaro. O Ministério da Saúde  informou nesta sexta-feira que a seleção dos brasileiros em substituição aos cubanos ocorrerá ainda este mês.

“Talvez a senhora seja mãe, já pensou em ficar longe dos seus filhos por um ano?”, respondeu o presidente eleito à jornalista que perguntou sobre a situação dos médicos cubanos. “É [essa] a situação de escravidão que praticamente as médicas e os médicos cubanos [que participam do programa Mais Médicos] estão sendo submetidos no Brasil”, disse em entrevista após café da manhã com o comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar, no 1º Distrito Naval, no centro do Rio.

O presidente eleito afirmou ainda que o acordo de repasse de parte dos salários dos médicos para o governo de Cuba contraria os direitos dos profissionais. “Imaginou também confiscar 70% do salário?”

O rompimento do acordo com o governo cubano foi anunciado há dois dias quando o Ministério de Saúde Pública de Cuba, quando informou que não atenderia às exigências do governo eleito. Para Bolsonaro, é fundamental que os profissionais cubanos passem pelo Revalida. “Nunca vi uma autoridade no Brasil dizer que foi atendido por um médico cubano”, disse. “Será que nós devemos destinar [esse atendimento] aos mais pobres sem qualquer garantia que eles sejam razoáveis, no mínimo? Isso é injusto e desumano.”

O presidente eleito reiterou também que há “relatos de verdadeiras barbaridades” por profissionais de Cuba. “O que temos ouvido de muitos relatos são verdadeiras barbaridades. Queremos o salário integral e o direito de trazer as famílias para cá. Isso é pedir muito? Está nas nossas leis.”

Bolsonaro destacou que os profissionais cubanos que quiserem pedir asilo político ao Brasil, quando ele estiver na Presidência da República, será concedido.

Governadores

O presidente eleito disse ainda que vai se reunir com Paulo Guedes, indicado para o Ministério da Economia, para analisar a carta dos governadores, que reúne 13 itens, incluindo propostas e elencando prioridades. Ele afirmou que ainda não leu todo o documento.

Faça um comentário
Continue Reading

publicidade

Advertisement

politica

segurança

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região