Connect with us

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Vidas Negras Importam; Dia da Consciência Negra na Bahia

Published

on

Foto: Reprodução Internet

O Dia Nacional da Consciência Negra foi criado e incluído no calendário escolar no ano de 2003, até ser oficial e nacionalmente instituído, mediante a lei nº 12 519, de 10 de novembro de 2011, sendo feriado em cerca de mil cidades em todo o país.

Hoje a data é um feriado facultativo. A responsabilidade para decidir se haverá ou não feriado no município é de cada câmara de vereadores, nos Estados onde não aderiram à lei.

Em Salvador, considerada a capital negra do Brasil, hoje não é feriado. Na Bahia, apenas Alagoinhas, Lauro de Freitas, Cruz Das Almas, Camaçari e Serrinha decretaram a data como feriado.

Lideranças do movimento negro da capital baiana foram contra o feriado, no passado, justificando que o feriado poderia transformar a data que tem a característica de luta política, para um mero dia de farra.

A data é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira e foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695, um dos maiores líderes negros do Brasil que lutou pela libertação do povo contra o sistema escravista.

É um dia considerado extremamente importante no reconhecimento dos descendentes africanos e da construção da sociedade brasileira. A data levanta questões como racismo, discriminação, igualdade social, inclusão de negros na sociedade e a cultura afro-brasileira, dentre outras coisas. Assim como traz a promoção de fóruns, debates e outras atividades que valorizam a cultura africana.

O município de Lauro de Freitas tem se destacado na luta por igualdade social, incluindo na matriz curricular de seus alunos, uma disciplina específica, desde o Ensino Fundamental I, sobre a cultura Afro-Brasileira e Indígena e a contribuição desses povos para o desenvolvimento da sociedade, auxiliando o aluno no desenvolvimento de sua identidade étnica e na força da representatividade.

A Secretaria da Juventude, Igualdade Racial e Políticas Afirmativas (SEJU) é responsável por contribuir com a SEMED (Secretaria de Educação de Lauro de Freitas), orientando nas discussões sobre as temáticas que tangem ao negro, assim como os povos indígenas estimulando produções e atividades que revelem e exprimam o protagonismo destes sujeitos históricos ao longo de sua trajetória nos diferentes tempos e espaços onde foram abordados de forma unilateral e exclusivamente narrados a partir de perspectivas eurocêntricas que distorceram a natureza peculiar e sui generis destes povos e suas respectivas culturas.

“Educar é sempre uma experiência singular e que nos revela mais acerca de nossas próprias capacidades que das de outrem. Contudo, trabalhar para a Secretária de Educação de Lauro de Freitas – SEMED e atuar vinculado à SEJU – Secretária de Juventude, Igualdade Racial e Políticas Afirmativas fizeram muita diferença em minha trajetória profissional. Graduado em história pela UFRB, mestrado pela mesma universidade com ênfase em história da África, da diáspora e dos povos indígenas eu pude aplicar os conhecimentos e habilidades desenvolvidos na trajetória da minha formação e ver a própria secretaria me cobrar isso pela disciplina transversal, que obedece a lei 11.645. Tal lei implica em tornar obrigatórios o ensino de História e Cultura da África e dos povos originários do Brasil. Lauro de Freitas impressiona por institucionalizar a lei plasmada em uma disciplina específica que tem por objetivo corrigir os desvios históricos em relação às contribuições negras e indígenas visando equilibrar as relações de poder disponíveis dentro da escola. Tão oportunidade me fora única e, até aqui, incomparável”, relata o professor Wilson Badaró.

Wilson Badaró é aluno de Doutorado em História Social na UFBA (Universidade Federal da Bahia) e professor da disciplina História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena no município de Lauro de Freitas.

Equivalente à SEJU de Lauro de Freitas, Salvador possui a Secretaria Municipal da Reparação (SEMUR) e o Governo da Bahia possui a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SEPROMI).

 

#VidasNegrasImportam #ConsciênciaNegra #Representatividade

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Engenheiro é morto a tiros dentro de carro em Lauro de Freitas

Published

on

Foto: Alan Tiago Alves/G1

Um engenheiro de 32 anos foi morto a tiros dentro de um carro no bairro de Buraquinho, em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador. O caso aconteceu na segunda-feira (18), na Rua Antônio Fagundes, de acordo com informações da Polícia Civil.

Segundo a polícia, dois homens a bordo de uma motocicleta dispararam contra o engenheiro Gerson Massa Viana Neto, que chegou a ser socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos.

Não há informações se havia outra pessoa com Gerson dentro do veículo no momento do crime. Agentes da 52ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) estiveram no local após serem acionados por testemunhas que informaram sobre um homem atingido por disparos de arma de fogo na região. Quando os policiais chegaram ao local, encontraram o homem ferido e acionaram o Samu.

A motivação e suposta autoria do crime ainda são desconhecidas. O caso será investigado na 23ª Delegacia Territorial (DT/Lauro de Freitas).

informaçoes do G1

Faça um comentário
Continue Reading

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Lauro de Freitas já aplicou 806 doses da vacina, equivalente à metade da quota que recebeu do MS

Published

on

Foto: Rafael Magno

Mulher, negra, moradora do bairro de Portão e profissional de saúde da linha de frente no combate à Covid, Eliene da Cruz Braga, 56 anos, foi a primeira moradora de Lauro de Freitas a receber a vacina da Covid-19. O município, primeiro da Região Metropolitana, depois da capital, a iniciar a imunização, às 7h38 desta terça-feira (19), aplicou nesse primeiro dia de vacinação 806 doses, o equivalente a metade da quota de 1.630 recebida do Ministério da Saúde.

Técnica de enfermagem, lotada na Unidade de Saúde da Família Irmã Dulce, em Portão, Eliene se emocionou no momento em que recebeu a primeira dose da vacina. “Gratidão por ter essa permissão do Deus pai todo poderoso de estar aqui e ser a primeira a receber a vacina. Eu fui a primeira de milhares, e que venha vacina pra todos”.
A prefeita Moema Gramacho acompanhou, ao lado do vice-prefeito, o médico Vidigal Cafezeiro, e do secretário Municipal de Saúde, Augusto César Pereira, desde a chegada da vacina na sede do Grupamento Aéreo da PMBA, o transporte das doses para Lauro de Freitas até a aplicação nos primeiros imunizados. Moema falou da gratidão em poder iniciar a vacinação com uma profissional de saúde.

“São verdadeiros guerreiros que durante todos esses meses estão colocando suas vidas em risco para salvar nossas vidas. Falo em meu nome e em nome do povo de Lauro de Freitas”. Moema também alertou para a necessidade de manter os cuidados de prevenção – usar máscara, álcool gel e distanciamento físico, mesmo depois da vacinação.
Outros profissionais do PA Santo Amaro de Ipitanga e das seis equipes itinerantes da vacinação também foram imunizados. Do total de doses aplicadas, 150 foram entregues para imunização dos profissionais do Hospital Geral Menandro de Faria. A primeira etapa da vacinação também contempla idosos de Instituições de Longa Permanência (ILPIs).

A prefeita acompanhou a equipe itinerante até a Casa de Idosos Vila Sênior, no Caji, uma das 17 ILPIs do município. No local, a primeira vacinada foi Clarice Dantas Franco, de 96 anos. “Peço a Deus misericórdia para que todos possam ser vacinados como eu. Precisamos de saúde e paz pra viver”.

A equipe itinerante também vacinou os idosos da Casa de Repouso Acolher, em Ipitanga, antes de seguir para a UPA de Itinga, onde a prefeita explicou a dinâmica da vacinação, o tipo de vacina que está sendo administrada (CoronaVac), e manifestou o desejo e fé para que não demore as próximas doses e que todo povo de Lauro de Freitas seja vacinado.

Augusto César, secretário municipal de Saúde, também fez questão de parabenizar os profissionais de saúde, a cada unidade visitada, pela dedicação e emprenho na força tarefa de combate ao novo coronavírus. A imunização continua ao longo desta semana até que sejam ministradas as 1.630 doses destinadas a Lauro de Freitas.

Chegada da vacina 

Lauro de Freitas também foi o primeiro município da Região Metropolitana a retirar a sua remessa da CoronaVac, enviada pelo Ministério da Saúde, entre as 376,6 mil doses destinadas para o Estado da Bahia. O carregamento que saiu do Aeroporto Internacional de Confins, em Belo Horizonte, aterrissou em solo baiano por volta de 22h20.

As 1.630 doses foram transportadas para a Secretaria Municipal de Saúde em um veículo sprinter totalmente refrigerado, escoltadas por viaturas da 52ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM). No local de acondicionamento, estão submetidas a temperatura de 2 a 8 graus positivos.

Faça um comentário
Continue Reading

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Festival de Teatro do Subúrbio está com inscrições abertas

Published

on

Foto: Reprodução

Os interessados em participar da quinta edição do Festival de Teatro do Subúrbio podem fazer a inscrição até o dia 15 de fevereiro pelo site www. coletivodeprodutores. com. br . O projeto foi contemplado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM) por meio do Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens, beneficiado pela Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, com recursos oriundos do governo federal.

O festival tem como intuito promover um ciclo de mostra de produções teatrais dos grupos profissionais e amadores dos subúrbios e periferias do país, contribuindo com o processo de formação de público, difusão do teatro brasileiro e profissionalização. É produzido pela Múltipla – Ideias e Ações Culturais e o Coletivo de Produtores Culturais do Subúrbio. Por conta da pandemia de Covid-19, o evento será on-line e acontecerá entre os dias 23 e 28 de março, podendo ser acompanhado através do canal oficial no YouTube do evento.

“O festival surgiu diante da nossa insatisfação com os que existiam na cidade e não davam espaço para os grupos de periferia. Logo em seguida, resolvemos criar o nosso próprio festival e trabalhamos nele como foco na profissionalização. Abrimos o edital para selecionar os grupos e montar a grade. Seguindo esse foco, não haverá limite de idade. Portanto, qualquer grupo das periferias, subúrbios, comunidades e favelas do país podem se inscrever”, explica o coordenador geral, Márcio Bacelar.

Viabilização – O primeiro Festival de Teatro do Subúrbio foi realizado em setembro de 2009. Alguns anos depois, em 2013, após perder a captação de recursos e patrocínios, o projeto teve que encerrar as atividades. “Mas, a partir da Lei Aldir Blanc, tivemos a oportunidade de colocar o festival de uma forma híbrida, fazendo com que todos pudessem participar”, completa Bacelar.

Faça um comentário
Continue Reading

Publicidade:

Advertisement

politica

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

error: Copyright © - Grupo Fala Cajazeiras ®