Connect with us

Aniversariante do dia, Vinicius marca Patrick no Beira-Rio (Ricardo Duarte / Internacional )

O descanso dado para os titulares, que com exceção do goleiro Douglas foram poupados do jogo contra o Blooming, pela Sul-Americana, foi em vão. Diante da postura apresentada neste domingo (15), no Beira-Rio, os jogadores do Bahia pareciam extasiados e, de forma passiva, assistiram ao Internacional vencer com facilidade por 2×0, com dois gols do uruguaio Nico López, na estreia dos times no Campeonato Brasileiro.

Os primeiros minutos do jogo foram sofríveis. O Internacional tinha mais posse de bola e até certo controle da partida, mas não conseguia incomodar o sistema defensivo tricolor. O Bahia, por sua vez, era lento na transição ofensiva e só ultrapassava a linha de meio-campo quando Zé Rafael tentava uma jogada individual ou Edigar Junio protegia a bola até a aproximação dos companheiros.

Na falta de criatividade, a alternativa encontrada por Léo Pelé foi arremessar a bola na área em cobrança de lateral e por pouco o tricolor não abriu o placar. Após Tiago disputar a bola pelo alto, Marcelo Lomba e Iago se bateram, mas o lateral colorado afastou em seguida.

O técnico Odair Helmann foi obrigado a fazer uma substituição aos 10 minutos, já que Rossi acabou se lesionando. O escolhido para entrar no jogo foi Nico López. E foi justamente o atacante uruguaio que fez a rede balançar em Porto Alegre.

Aos 37 minutos, D’Alessandro tocou para Patrick, com liberdade, cruzar na cabeça de Nico López, que se antecipou ao goleiro Douglas e mandou para o fundo do gol. Nenhum jogador do Bahia acompanhou o atacante adversário no lance.

Insatisfeito com a produção ofensiva da equipe na etapa inicial, Guto Ferreira voltou para o segundo tempo com Júnior Brumado no lugar de Marco Antônio, deslocando assim Edigar Junio para atuar pelo lado esquerdo.

A mudança fez o tricolor passar a jogar mais no campo defensivo do Inter, mas os donos da casa continuavam criando as melhores oportunidades. Em contra-ataque, Nico López serviu D’Alessandro, que pegou de primeira e mandou por cima do gol. No lance seguinte, o atacante recebeu passe de Fabiano e também chutou para fora.

A insistência surtiu efeito aos 15 minutos, quando novamente Nico López tabelou com Edenilson e recebeu livre, dentro da área, para deslocar Douglas e fazer o segundo dele na partida, ampliando a vantagem.

Desorientado após mais um gol sofrido, o Bahia continuou passivo em campo e viu o Internacional jogar com tranquilidade. Por pouco não saiu o terceiro gol colorado quando D’Alessandro avançou pela esquerda e rolou para a chegada de Patrick. Mas o volante pegou mal na bola e mandou por cima.

A partir daí, o Internacional só administrou o resultado para garantir o triunfo na estreia da Série A. O Bahia volta a campo no próximo sábado (21), às 16h, na Fonte Nova, onde recebe o Santos, pela segunda rodada. O Inter visitará o Palmeiras no dia seguinte, em São Paulo.

Com informações do CORREIO

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

E.C. BAHIA

“Nunca temi demissão por nada”, diz Guto Ferreira após novo revés fora de casa

Published

on

O Bahia segue sem conseguir jogar bem fora de casa e neste domingo (20) o Tricolor perdeu por 3 a 0 para o Palmeiras, no Allianz Park, em duelo válido pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico Guto Ferreira falou após a partida e foi questionado sobre o Bahia ser um time que desperdiça muitos gols.

“Se você pegar a partida contra o Atlético/PR, a partida contra o São Paulo que nós deveríamos ter matado o jogo, não matamos e depois veio o empate. E hoje novamente, né? A própria partida contra o Sport, antes de a gente tomar o gol, tivemos chances também. Acho que a única partida que fomos muito abaixo foi a partida do Internacional, na estreia. As outras partidas a gente tem conseguido criar, só que falta empurrar pra dentro”, afirmou o treinador do Bahia.

Guto se mostrou muito tranquilo quando o assunto foi uma possível demissão.

“Nunca temi demissão por nada. Confio no trabalho que estamos fazendo, vou seguir fazendo, vou seguir acreditando e buscando que a gente possa através dos erros ir amadurecendo e conseguir os resultados que nos faltam”, disse.

Os dois próximos jogos do Bahia serão dentro de casa, onde o time rende mais. Perguntado se as partidas na Arena Fonte Nova trazem um alívio a mais, Guto Ferreira acha que o pensamento tem que ser diferente.

“A gente tem que pensar em fazer o que a gente vem fazendo. Se a gente não fizer o que vem fazendo, também de nada adianta. Temos que buscar o triunfo. Jogar muito bem e buscar um resultado expressivo contra o Blooming, que nos classifique e um resultado contra o Vasco que não é aquele time que nós… O time do Vasco vem com uma postura diferente. É um time que acabou de perder para o Vitória dentro de casa e empatou com o Vasco. Então não é aquele jogo. Aquele jogo o Bahia foi muito bem e não deixou o Vasco jogar”.

informações do Bocão News

Faça um comentário
Continue Reading

E.C. BAHIA

Bahia é o time que mais faz faltas no Brasileirão

Published

on

O meia-atacante Zé Rafael, apesar de parar bastante as jogadas rivais, é também o jogador mais caçado do campeonato. O camisa 10 do Bahia recebeu 23 faltas até o momento.

O Bahia é o 17º colocado do Brasileiro, com cinco pontos somados: uma vitória, dois empates e duas derrotas, com três gols marcados e seis sofridos. O próximo desafio do Esquadrão será no sábado (19), às 21h, diante do Palmeiras, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. O time paulista está na quinta posição, com oito pontos.

O Bahia ainda não conseguiu decolar no Campeonato Brasileiro e talvez um número possa explicar a má campanha do tricolor até agora na competição. Entre os 20 clubes da Série A, o time do técnico Guto Ferreira é o que cometeu mais faltas, com 107 ao todo. São, em média, 21,4 faltas por partida.  Os dados são do site Footstats. Atlético Mineiro (95), Palmeiras e Cruzeiro (90), além do Vitória (89), completam a lista dos cinco primeiros.

Curiosamente, os dois volantes do time aparecem como os mais faltosos do Brasileirão. Gregore, com 23 faltas, e Elton, com 19, lideram o quesito. Gustavo Blanco, do Atlético Mineiro, divide a terceira colocação com outro tricolor, Zé Rafael, ambos com 16. André, atacante do Grêmio, com 15, fecha o top 5.

Faça um comentário
Continue Reading

E.C. BAHIA

Jogadores do Bahia tentam explicar nova derrota fora de casa

Published

on

A nova derrota longe de Salvador, dessa vez por 2×0 para o Sport, rendeu explicações de todo modo por parte dos jogadores do Bahia. Para o atacante Élber, um dos que tiveram melhor atuação na equipe, o time poderia ter marcado um gol no início do jogo.

“Acho que começamos bem a partida, conseguimos controlar o Sport, tivemos oportunidade de gol e não fizemos. No jogo passado, criamos bastante e não conseguimos também. Hoje criamos menos, mas acho que pelo primeiro tempo que a gente fez, não deveríamos sair perdendo”, analisou o camisa 7.

O zagueiro Lucas Fonseca, capitão na noite de ontem, teve opinião parecida sobre o jogo. “A gente sabia que, se pressionasse no começo, ia ter chance, poderia ter matado. Não conseguimos, demos um vacilo nos 15 minutos finais. Eles pressionaram e conseguiram o gol”, afirmou em entrevista à Rádio Metrópole.

Com o time há três jogos sem conseguir balançar as redes e tendo marcado apenas uma vez em quatro partidas pela Série A, Zé Rafael admitiu o momento ruim e espera que a equipe retome o caminho das redes contra o Vasco, pela Copa do Brasil. “Meio difícil falar nesse momento de derrota. A gente tem que erguer a cabeça e continuar trabalhando para espantar a má fase”.

informações do Correio / Foto: Marlon Costa / Estadão Conteúdo

Faça um comentário
Continue Reading

Cajazeiras e Região