Connect with us
Anúncio

E.C. VITÓRIA

Vitória encara o Corinthians hoje, às 19h30

Published

on

Nem o mais confiante torcedor do Vitória acredita que a partida desta quarta-feira (24), contra o Corinthians, será fácil. As duas equipes se enfrentam às 19h30, no Barradão, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Apesar da dificuldade já esperada, é possível, sim, ser otimista. Dos prováveis titulares rubro-negros hoje, seis estiveram em campo também no surpreendente triunfo por 1×0, no dia 19 de agosto do ano passado, que tirou uma invencibilidade de 34 jogos do time paulista, em pleno Itaquerão, em São Paulo. Aquele foi o último confronto entre as equipes.

Kanu, Ramon, Juninho, Uillian Correia, Yago e Neilton iniciaram aquela partida, assim como o técnico Vagner Mancini, que havia sido contratado no mês anterior. O sexteto será titular no Barradão.

Um dos remanescentes, Kanu alerta que o adversário continua em ótima fase. “O Corinthians tem uma grande equipe, vem fazendo excelente temporada e é sempre um adversário muito forte. Temos que ter o máximo de atenção e equilíbrio durante os 90 minutos para conquistarmos um grande resultado dentro da nossa casa”, diz o zagueiro.

Considerando os 14 jogadores que atuaram na partida de 2017, também continuam no elenco Fernando Miguel e Fillipe Soutto, mas eles não serão titulares no reencontro de logo mais. O goleiro e o volante perderam a posição para Caíque e Willian Farias, respectivamente.

No ano passado, o Vitória venceu no Itaquerão com Fernando Miguel, Caíque Sá, Kanu, Wallace e Juninho; Ramon, Uillian Correia, Yago (Fillipe Soutto) e Neilton (Carlos Eduardo); David (Patric) e Tréllez, autor do gol.

O provável time para hoje tem Caíque, José Welison, Kanu, Ramon e Pedro Botelho; Willian Farias, Uillian Correia, Yago e Rhayner; Neilton e Denílson. O treino de ontem foi fechado à imprensa, como de costume.

Pelo lado alvinegro, são sete remanescentes. Foram titulares naquela partida Cássio, Fagner, Balbuena, Maycon, Romero, Rodriguinho e Clayson, além do técnico Fábio Carille. O time entrou em campo na época com Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Romero, Rodriguinho e Clayson; Jô.

Premiação e histórico
As oitavas de final serão disputadas em jogos de ida e volta, e continua sem haver gol qualificado como critério de desempate. A volta ainda não tem data marcada. Quem avançar às quartas de final receberá premiação de R$ 3 milhões. Até agora, o Vitória já embolsou R$ 7,43 milhões.

Ao lado do Atlético-MG, o Vitória é o clube que mais participou da Copa do Brasil: 27 das 29 edições. Destas, disputou as oitavas de final 15 vezes e conseguiu avançar às quartas em oito (1991, 94, 98, 2003, 04, 09, 10 e 12). Chegou às semifinais duas vezes. Em 2004, eliminou o Corinthians nas quartas com derrota de 1×0 em São Paulo e triunfo de 2×0 em Salvador. A outra vez foi na melhor campanha do Leão, em 2010, quando alcançou a final e perdeu o título para o Santos, com derrota por 2×0 na Vila Belmiro e vitória por 2×1 no Barradão.

informações do Correio / Foto:  (Maurícia da Matta/EC Vitória)

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

E.C. VITÓRIA

Carpegiani é o novo técnico do Vitória e deve assinar nesta terça (14)

Published

on

O mistério acabou no Vitória. O clube aguarda, nesta terça-feira, a chegada de Paulo Cesár Carpegiani para assumir o comando do clube. O treinador deve ser apresentado oficialmente no treino desta quarta pela manhã, na Toca do Leão. O próprio treinador confirmou ao GloboEsporte.com o acerto com o Rubro-Negro e afirmou que chega na noite desta terça.

O último clube de Carpegiani havia sido o Flamengo, de onde foi demitido ainda no primeiro semestre, no fim de março, após derrota para o Botafogo na semifinal do Campeonato Carioca. Junto com ele, caiu também o diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano.

Antes do Rubro-Negro carioca, o treinador, que é natural do Rio Grando do Sul, teve passagem curta, porém de destaque, pelo Bahia. Na Série A do ano passado, Carpegiani chegou para substituir Preto Casagrande, pegou a equipe em um momento ruim e logo alcançou bons resultados, fazendo com que o Tricolor se classificasse para a Sul-Americana.

Pouco depois da publicação desta reportagem, o Vitória soltou nota confirmando a contratação do treinador.

O Esporte Clube Vitória comunica que Paulo César Carpegiani é o novo técnico da equipe profissional rubro-negra. O contrato é válido até o final do Brasileirão 2018. Carpegiani chega a Salvador na noite desta terça-feira (14).

Paulo César Carpegiani comandou o Vitória em 2012 e deixou o clube de maneira conturbada. Depois de uma excelente campanha na Série B, sobretudo no primeiro turno, ele foi demitido pelo então presidente Alexi Portela, mesmo com o acesso praticamente carimbado. Pela maneira como a demissão foi conduzida, o treinador fez duras críticas ao dirigente e o chamou de “influenciável”.

Depois da demissão de Vagner Mancini, João Burse comandou a equipe interinamente e estava sob avaliação, porém a goleada sofrida para o Grêmio no último fim de semana selou o fim da passagem do profissional pelo elenco principal, e ele deve voltar a comandar a equipe sub-23.

Faça um comentário
Continue Reading

E.C. VITÓRIA

Vitória leva 4 a 0 e é goleado pelo time reserva do Grêmio

Published

on

O Dia dos Pais também contou com jogo e vitória do Tricolor. O Grêmio enfrentou e venceu a equipe do Vitória por 4 a 0, na Arena, no início da noite deste domingo, 12, em partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Jogando com time alternativo, os gremistas fizeram bonito diante dos mais de 17 mil torcedores presentes no estádio. Logo na primeira etapa, aos 11 minutos, Douglas recebeu um cruzamento dentro da pequena área e desviou de cabeça, mas Ronaldo fez a defesa. No rebote, o meia finalizou e mandou para o fundo das redes, sem chance de defesa do arqueiro adversário, abrindo o placar.  Não demorou muito e o Grêmio chegou ao seu segundo gol na partida. Depois de roubar a bola, o camisa 10 acionou Jailson, que teve o domínio e arriscou de longa distância, mandando no canto esquerdo da meta baiana, aos 20′.

A etapa complementar seguiu com o domínio Tricolor. O terceiro gol nasceu aos 12`, quando Marinho acionou Pepê na direita, que passou pela marcação e chutou com confiança. A bola desviou na defesa e morreu no fundo das redes. E ainda teve o quarto gol, que surgiu depois de um contra-ataque em velocidade. Na jogada, Jael recebeu na esquerda e chutou, obrigando Ronaldo a fazer a defesa. No rebote, Everton, bem posicionado, dominou e estufou as redes, com 36 minutos.

Com o resultado, o Grêmio ocupa momentaneamente o terceiro lugar na tabela de classificação, com 33 pontos. A rodada encerra nesta segunda-feira.

Primeiro Tempo

O Grêmio logo criou uma boa oportunidade no primeiro minuto da partida, com Marinho, que recebeu na entrada da área e finalizou, obrigando o goleiro a fazer boa defesa. Em seguida, chegou novamente com um cruzamento da esquerda feito por Alisson para Pepê, mas o arqueiro baiano se antecipou e saiu para a defesa.

Depois de roubar a bola no meio-campo, Jailson ligou Jael no contra-ataque. O centroavante avançou, mas precisou recuar devido a marcação. Na sequência, Cortez recebeu na esquerda e tentou cruzamento, mas a bola saiu fechada, passando por sobre a meta baiana.

Foi aos 11 minutos de bola rolando que o Tricolor conseguiu abrir o marcador. No lance, Douglas recebeu um cruzamento dentro da pequena área e desviou de cabeça, mas Ronaldo fez a defesa. No rebote, o meia finalizou e mandou para o fundo das redes, sem chance de defesa do arqueiro adversário.

Não demorou muito e o Grêmio chegou ao seu segundo gol na partida. Depois de roubar a bola, Douglas acionou Jailson, que teve o domínio e arriscou de longa distância, mandando no canto esquerdo da meta do Vitória, aos 20′.

O Grêmio seguiu pressionando e seis minutos depois, teve nova chance em cobrança de falta feita por Douglas, que mandou direto a gol. A bola foi perigosa, mas defendida pelo goleiro.

Já o Vitória respondeu aos 30′, com Yago, que cobrou uma falta da intermediária de ataque, mas mandou à esquerda de Paulo Victor, para fora.

Aos 41′, o Grêmio  tentou se aproveitar de um erro da defesa baiana. Quando Kanu recuou a bola, Pepê tentou tirar ela de Ronaldo, mas goleiro afastou com os pés, impedindo o terceiro gol gremista.

A resposta do Vitória veio no minuto seguinte, com um chute de Neilton de fora da área, mas a bola subiu demais e saiu por sobre a meta defendida por Paulo Victor.

Uma grande jogada se desenhou no minuto final, quando Leonardo Gomes recebeu um ótimo cruzamento na direita e finalizou de primeira, mas bateu mal, mandando sem direção.

Jogo finalizou aos 46′.

Segundo Tempo

O Grêmio voltou a campo com a mesma formação e teve a saída de bola nesta etapa.

Desta vez, descendo pela esquerda, de pé em pé, o Vitória chegou pela primeira vez na etapa. Neilton recebeu o último passe e finalizou rasteiro, mas Paulo Victor caiu para fazer a defesa.

Já o Grêmio jogava pelo meio com Douglas e Marinho, quando o atacante foi derrubado com falta cometida por Ruan Renato na intermediária de ataque. Jael cobrou e a bola passou raspando a trave direita do arqueiro baiano. Aos 8′, Kanu cometeu falta sobre Jael próximo a meia-lua da grande área. Matheus Henrique cobrou bem, buscando o ângulo esquerdo do goleiro Ronaldo, mas a bola foi para fora, por pouco.

O Tricolor seguiu buscando o terceiro gol e agora, pela direita, foi a vez de Marinho invadir a área em velocidade e cruzar na pequena área, mas Kanu fez o corte.

Foi no lance seguinte que nasceu o terceiro gol, aos 12 minutos. Marinho fez a inversão de jogo acionando Pepê na direita. O atacante passou pela marcação e chutou com confiança. A bola desviou na defesa e morreu no fundo das redes.

Substituição: Saiu Matheus Henrique, entrou Maicon, aos 16′.

O time baiano acabou respondendo três minutos depois. Yago recebeu a bola na entrada da área, dominou e chutou a gol, mas mandou pra fora, sem perigo a meta de Paulo Victor. Em seguida, foi o Grêmio que tentou com Douglas. Com a bola dominada na meia esquerda, o camisa 10 cortou o marcador e arriscou de direita, mas mandou pela linha de fundo, sem perigo para Ronaldo.

Substituição: Saiu Marinho, entrou Alisson, aos 26′.

O Tricolor chegou novamente em contra-ataque puxado por Pepê, mas Kanu fez o corte dentro da área, impedindo a conclusão gremista.

Substituição: Saiu Pepê, entrou Everton, aos 30′.

O Vitória criou nova chance. Após boa jogada individual de Neilton, Bryan finalizou em direção a meta gremista, obrigando Paulo Victor a fazer boa defesa.

O quarto gol surgiu depois de um contra-ataque em velocidade. Primeiro, Jael recebeu na esquerda e chutou, obrigando Ronaldo a fazer a defesa. No rebote, Everton bem posicionado, dominou e mandou para o gol, aos 36′.

Jogo finalizou aos 47′.

Faça um comentário
Continue Reading

E.C. VITÓRIA

Burse evita apontar culpados por goleada e diz que gol cedo atrapalhou estratégia

Published

on

(Lucas Uebel/Grêmio)

O Vitória mais uma vez foi goleado fora de casa. Na noite deste domingo, o Rubro-Negro perdeu para o Grêmio por 4 a 0 em Porto Alegre. Foi a quarta derrota seguida como visitante. Antes, o time baiano havia sido vencido como visitante por São Paulo, Bahia e Atlético-PR.

O técnico interino João Burse lamentou mais um resultado negativo no Campeonato Brasileiro. Ao analisar o desempenho da equipe baiana, ele comentou que o primeiro gol gremista, marcado aos 11 minutos do primeiro tempo, atrapalhou a estratégia montada para a partida.

– Difícil. Trabalhamos durante a semana, empenho não faltou, infelizmente a gente se descuidou em alguns momentos e tomamos os gols, desestabilizou a equipe e acabou que não conseguimos nos encontrar durante o jogo – analisou o técnico interino do Vitória.

Alguns jogadores falharam decisivamente para o resultado da partida, mas Burse não individualizou as atuações da partida deste domingo. Para o treinador, a derrota vai para a conta de todo o elenco.

– Acho que agora é hora de dividir responsabilidade, não apontar A ou B. Estamos todos no mesmo barco, e a responsabilidade é dividida por todos nós.

O Vitória tem a pior defesa da Série A e a goleada deste domingo fez o time baiano ter números defensivos ainda piores. São 36 gols sofridos em 18 rodadas, média de dois por partida. Somente como visitante, o time baiano sofreu 27 gols.

Nem mesmo uma postura mais cautelosa, com três volantes no meio campo, foi suficiente para fazer a equipe ter melhor comportamento defensivo durante o jogo, como ponderou Burse.

– A gente veio mais defensivamente com três volantes. Acabou que tomou o gol rapidamente e isso muda um pouco a estratégia. Depois melhoramos um pouco, acabou que tomou o terceiro e aí desestabilizou ainda mais.

Com a derrota deste domingo, o Vitória caiu para a 16ª posição, a primeira acima da zona de rebaixamento. O Rubro-Negro tem 19 pontos, um a mais que o Santos, primeiro time do Z-4.

O time baiano tem apenas o Brasileiro em disputa no segundo semestre, portanto terá a semana livre até a partida contra o Palmeiras, marcada para o próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Barradão.

Confira outras declarações de João Burse:

Elenco limitado?
– São atletas que estão se dedicando, buscando melhorar. Falta de empenho não falta nos treinamentos. É colocar a mão na consciência e voltar a trabalhar.

Erros individuais
– Infelizmente aconteceu. Mas é responsabilidade de todos. Não tem culpados. Somos todos nós os responsáveis pela goleada que tomamos.

Substituições
– No intervalo não mudamos. Voltamos, demos moral, voltamos bem. Depois tive que fazer mudanças, tentamos reagir.

Goleada para o time reserva do Grêmio
– Sabíamos que ia ser um jogo difícil como foi. Não é porque é time reserva do Grêmio que não tem qualidade. Tomamos as precauções de jogar fora de casa, mas infelizmente tomamos os gols.

Efetivação
– Sou funcionário do clube e estou à disposição do clube parta o que eles.

Faça um comentário
Continue Reading

publicidade

Advertisement

politica

segurança

BORA, BAHÊA!

PRA CIMA DELES LEÃO

Cajazeiras e Região