Connect with us
 

CAJAZEIRAS E REGIÃO

Operação Sucata Zero atua em Cestelo Branco e mais cinco localidades; Veja

Published

on

Fotos: Jefferson Peixoto/Secom

Em mais uma semana de ações, a Operação Sucata Zero prossegue nas ruas da cidade, removendo carcaças de automóveis em vias públicas do município. Somente na manhã desta terça-feira (17), a ação promovida pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) removeu 15 carcaças, sendo três no bairro do Uruguai e outras três sucatas na região da Baixa do Fiscal. As demais estavam nos bairros de Mussurunga, Castelo Branco, Pirajá e Nova Constituinte.

De acordo com o chefe do setor de Proteção de Estética da Cidade (Sepec), vinculada à Semop, Roberto Guerreiro, o objetivo principal da operação é retirar as sucatas em prol da segurança dos moradores do entorno. “As remoções de hoje foram agendadas após recebimento de denúncias do Fala Salvador 156, e já notificamos os proprietários sobre a retirada. Na Baixa do Fiscal sempre tem muitos casos de carros inservíveis largados em via pública, o que é proibido”, esclareceu.

As localidades mais denunciadas por concentração de sucatas são a Avenida Suburbana, o bairro de Mussurunga, a Via Regional e Avenida Aliomar Baleeiro – também conhecida como Estrada Velha do Aeroporto. As denúncias podem ser realizadas através do Fala Salvador, pelo número 156 ou portal www. falasalvador. ba. gov. br .

Segurança da população – No local, o sentimento era de alívio com a retirada do material. “Essa sucata é antiga, a gente vivia com medo do que podia sair do monte de lixo aí no meio”, disse um cidadão que não quis se identificar.

Outro cidadão da região aprovou o trabalho da Semop, e lembrou que a presença das equipes é constante na região. “Esse problema não é de hoje, sempre vejo o pessoal removendo a sucata daqui, então é sempre bom quando tem essa retirada. É até mais seguro pra gente”.

Funcionamento – Antes da apreensão, os agentes da Semop notificam o proprietário do automóvel abandonado para que faça a remoção num prazo de até 72 horas. Em casos urgentes, a retirada pode ser imediata.

As sucatas recolhidas são encaminhadas para o Setor de Guarda de Bens (Segub), localizado na sede da Guarda Civil Municipal (GCM), na Avenida San Martin. Os proprietários podem fazer a retirada mediante apresentação de documento com foto, além dos documentos do veículo.

O prazo para reivindicação do bem é de 60 dias, com pagamento de multa. Quando não retirado, o bem é leiloado.

Faça um comentário
Advertisement