Connect with us

(Arquivo Correio)

A partir desta quinta-feira (22), os valores de algumas atividades e serviços do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) estão com valores reajustados.

Serviços básicos como licenciamento, renovação de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), primeira habilitação e emplacamento ficaram mais caros. O licenciamento anual impresso custava R$ 112 e agora, R$ 115, mas o motorista tem a opção de escolher a versão eletrônica do documento e pagar quase a metade do valor: R$ 60. Em 2017, essa opção não estava disponível.

A mudança aconteceu após um estudo técnico do próprio órgão sobre as tarifas cobradas, mas a versão eletrônica de alguns documentos está disponível e pode custar até a metade do preço do documento impresso.

Quem vai retirar a habilitação pela primeira vez também terá duas alternativas de valores. O motorista que optar pela versão impressa do documento vai pagar R$ 190, ou seja, R$ 22 mais caro que os R$ 168 cobrados atualmente. Já a versão eletrônica é mais econômica – a taxa custa R$ 95 e é uma novidade em relação ao ano passado.

A renovação da CNH também sofreu reajuste no preço cobrado. O documento impresso passou de R$ 141 para R$ 159. Na versão eletrônica, a taxa é de R$ 80. No caso do primeiro emplacamento, os motoristas terão que desembolsar R$ 213. Antes, a taxa era de R$ 207. Se quiser adicionar as categorias A ou B na CNH, o condutor terá que pagar R$ 4 a mais pelo serviço, que custava R$ 141 e passou para R$ 145.

O Detran corrigiu alguns serviços para um valor menor que o do ano passado. A tarifa do guincho caiu de R$ 306 para R$ 70, no caso de motos, e ficou em R$ 255 para carros. A diária de pátio destinada a veículos de duas ou três rodas também foi reduzida, passando de R$ 49,50 para R$ 29; pelo estacionamento de automóveis até 16 lugares, o valor de R$ 49,50 não sofreu reajuste.

Quem precisar de Permissão Internacional para Dirigir (PID) também vai pagar mais barato. O serviço custava R$ 612 e passa a ser R$ 316. A escolha de placa especial, que era R$ 700, agora custa R$ 350. Já a taxa de credenciamento e renovação do contrato de autoescolas e clínicas, que atuam junto ao Detran, terá um custo mais barato em 2018, saindo de R$ 6 mil para R$ 2,6 mil.

Confira o reajuste em alguns serviços abaixo:

SERVIÇOS20172018

Permissão para dirigir veículos automotores – 1ª habilitação

R$ 168,00

R$ 190,00

Permissão para dirigir veículos automotores – 1ª habilitação eletrônica

Não existia o serviço

R$ 95,00

Renovação da CNH impressa

R$ 141,00

R$ 159,00

Renovação da CNH eletrônica

Não existia o serviçoR$ 80,00

Licenciamento anual impresso

R$ 122,00R$ 115,00

Licenciamento anual eletrênico

Não existia o serviçoR$ 60,00

Primeiro emplacamento

R$ 207,00

R$ 213,00

Adição de categorias A ou B

R$ 141,00R$ 145,00

Transferência de propriedade com emissão de CRV impresso

R$ 171,00R$ 200,00

Transferência de propriedade com emissão de CRV eletrônico (CRVe)

Não existia o serviçoR$ 120,00

Segunda via de CRV e CRVL

R$ 68,30R$ 70,40

Certidão de veículo

R$ 22,40R$ 23,10

Alteração de dados cadastrais dos proprietário do veículo

R$ 142,00R$ 146,00

Segunda via da permissão ou CNH

R$ 65,10R$ 67,10

 

Fonte CORREIO

Faça um comentário

O maior Portal de Notícias e Entretenimento de Cajazeiras e região. O que você gostaria de saber "A gente mostra todo mundo vê"

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MOBILIDADE

Linha 2 do metrô terá horário modificado neste fim de semana

Published

on

Quem acessar a Linha 2 do metrô neste fim de semana perceberá a diferença no tempo de espera em Salvador. A CCR Metrô Bahia anunciou nesta sexta-feira, 13, que irá realizar um serviço na via entre as estações Acesso Norte e Detran.

A intervenção será realizada a partir das 22h deste sábado, 14, até as 5h desta segunda, 16.

A linha, que vai do Acesso Norte até o Aeroporto, terá um intervalo entre os trens de até 20 minutos. Já a Linha 1, que segue da Lapa até Pirajá, não será afetada por este serviço.

informações do A Tarde On Line

Faça um comentário
Continue Reading

MOBILIDADE

Secretário questiona metodologia de pesquisa sobre transporte público

Published

on

O secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, estranha a divulgação de uma suposta pesquisa que avalia a qualidade do transporte público sem informar os critérios metodológicos aplicados e realizada por uma empresa de tecnologia sem a mínima expertise e reconhecimento em consultas de opinião pública”. “Pelo que se pode conferir na internet, a Moovit é uma empresa israelense de tecnologia que desenvolveu um aplicativo e está oferecendo a governos e empresas um sistema para análise de dados de transporte público”, diz Mota.

Para ele, a suposta pesquisa divulgada, que aponta o Rio de Janeiro como a cidade de pior transporte público do mundo, São Paulo em terceiro e Salvador em quinto, só atende a uma estratégia de marketing para a popularização da Moovit no Brasil. “Como foi realizada essa pesquisa? Quantos usuários do aplicativo da Moovit existem nessas cidades para legitimar a amostragem?”, questiona o titular da Semob.

Fábio Mota lembra que, nos últimos cinco anos, os usuários do transporte coletivo de Salvador ganharam muitos benefícios. “Implantamos o bilhete único e o Domingo é Meia, renovamos a frota, ampliamos de três para 45 os pontos de recarga do SalvadorCard, com máquinas de autoatendimento em locais estratégicos da cidade, incluindo grandes shoppings, universidades e Prefeituras-Bairro, lançamos um aplicativo que (CittaMobi) que já tem 1,5 milhão de downloads e informa, em tempo real, as melhores rotas e os horários dos veículos, inauguramos o Centro de Controle Operacional e instalamos e reformamos mais de 1.300 abrigos em todos os bairros. E continuamos trabalhando muito para melhorar o sistema”, diz o secretário.

Faça um comentário
Continue Reading

MOBILIDADE

Salvador tem o 5º pior transporte do mundo; secretário questiona pesquisa

Published

on

O estudo que classificou Salvador com o quinto pior sistema de transporte público do mundo foi questionado nesta sexta-feira, 13, pelo secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota. Em nota enviada à imprensa, Mota acusou que a Expert Market, responsável pela pesquisa, e a empresa de tecnologia Moovit – criadora da ferramenta para o cálculo dos dados – não informam quais os critérios metodológicos utilizados.

A pesquisa, divulgada nesta quinta, 12, chegou ao ranking com 74 cidades a partir da análise de informações como tempo de viagem, distância percorrida, tempo de espera e custo mensal dos usuários do sistema, com base no salário médio da população.

Veja o resultado da pesquisa aqui (em inglês)

O secretário disse ainda que o estudo foi realizado por uma empresa de tecnologia “sem a mínima expertise e reconhecimento em consultas de opinião pública”.

“Pelo que se pode conferir na internet, a Moovit é uma empresa israelense de tecnologia que desenvolveu um aplicativo e está oferecendo a governos e empresas um sistema para análise de dados de transporte público”, diz Mota.

Para ele, a pesquisa atende a uma estratégia de marketing para a popularização da Moovit no Brasil.

A última posição no ranking também é ocupada por uma cidade brasileira, o Rio de Janeiro. São Paulo e Brasília também aparecem na lista, com o terceiro e o sétimo piores sistemas de transporte, respectivamente.

Metodologia

No site em que foi publicado o resultado do estudo, a empresa Expert Market explica que utilizou o Índice de Transporte Público do Moovit para alcançar os dados que basearam a pesquisa. Confira o texto na íntegra:

“O estudo analisa 74 cidades com um tamanho populacional de mais de 300.000 pessoas em 16 países do mundo. Utilizamos o Índice de Transporte Público do Moovit (150 milhões de usuários em todo o mundo) para encontrar:

Tempo médio gasto com deslocamento diário

Tempo médio de espera por um ônibus ou trem a cada dia

Distância média de viagem

A porcentagem de passageiros que fazem pelo menos uma alteração como parte de uma única jornada

Utilizamos dados do Índice de Custo de Vida Numbeo para calcular o custo médio de um cartão de viagem mensal como porcentagem do salário mensal médio líquido.

Utilizamos o Scorecard de tráfego global INRIX 2017 para encontrar o número médio de horas gastas em congestionamentos ao longo de 240 dias de viagem.

A classificação final é ponderada, com o custo e o tempo gasto pendulares julgados como os fatores mais importantes”.

fonte A Tarde Online

Faça um comentário
Continue Reading

Cajazeiras e Região